A polícia de Goiás abordou na tarde desta quinta-feira, 14, três ônibus que andavam desorientados por Brasília. Os policiais militares então decidiram parar os coletivos na região do Setor Oeste de Brasília, próximo à Praça do Sol. De acordo com informações do site 'Jornal Opção', nos veículos estavam bolivianos, que partiram nos últimos dias de diversas regiões do país de esquerda. Eles se hospedaram no Hotel La Residente e estavam fazendo turismo pela capital do país, quando foram surpreendidos pela polícia, que os parou pela conduta suspeita e por atrapalhar o trânsito da capital. 

Presidente boliviano fez fala polêmica

Evo Morales, presidente da Bolívia chegou a dizer em entrevistas que os países da América Latina apoiaram o governo brasileiro a manter sua democracia.

Publicidade
Publicidade

A fala foi feita em uma reunião com militares. Após o avançar do processo de #Impeachment, Morales tentou o apoio da Unasul, que reúne os países da América do Sul. Recentemente, a entidade disse que estava preocupada com o que poderia acontecer aqui no país, mas não disse se tomaria alguma providência em relação ao assunto. 

Depois de 'turistar', será a vez de se manifestar

A informação dos condutores dos ônibus é de que os bolivianos dormiriam ainda em Goiânia, mas já nesta sexta-feira, 15, iriam voltar para Brasília, onde participariam do início dos atos em apoio à presidente da república Dilma Rousseff. Os turistas vieram da Bolívia apenas para se manifestar contra o impeachment. Documentos provam a chegada dos estrangeiros e envolvem de fotos a áudios feitos pela própria polícia militar.

Publicidade

Os ônibus são da cidade de Santa Cruz, na Bolívia. Pelo menos dois dos condutores dos veículos estavam identificados. São eles Victor Hugo e Julio Salazar.

Áudio traz ainda mais polêmica 

Ao todo, pelo menos 150 bolivianos vieram ao nosso país. Em um áudio, um policial militar que não teve o nome identificado envia pelo whatsapp informações sobre a interceptação e pede para que a polícia federal seja avisada sobre o caso. De acordo com o profissional de segurança, os bolivianos disseram que estão vindo manifestantes de diversos outros países, como Peru e Venezuela. 

O assunto já é um dos mais comentados da internet. Entre os contrários a chegada dos manifestantes do exterior, em sua maioria, estão internautas que apoiam o impeachment da líder petista.  #Lula #Dilma Rousseff