A vendedora de batatas fritas acostumada a comercializar suas iguarias em diversos eventos foi surpreendida por um gesto um tanto inusitado por parte da plateia do show da banda britânica Coldplay, que participava de uma apresentação no Rio de Janeiro.

Bianca Letícia ficou sensibilizada com várias pessoas que assistiam ao espetáculo e pararam para acompanhar seu drama. Tudo ocorreu porque a ambulante, ao oferecer suas batatas ao público pelos corredores do Maracanã, local da apresentação, por um minuto perdeu o equilíbrio e derrubou os recipientes em que acomodavam pacotes de batatas fritas, ficando extremamente constrangida.

Publicidade
Publicidade

Praticamente todas as pessoas que perceberam o ocorrido ficaram desconsertadas e imediatamente já desembolsaram quantias para uma ‘vaquinha’, o que deixou a vendedora tranquilizada e muito contente, pois a coleta ainda rendeu um valor superior ao estimado.

O relato dessa notícia foi de autoria de um fã que ali assistia ao show dos britânicos, Luiz Fernando Eiras resolveu tornar publico e notório o episódio, através das redes sociais que já contavam com mais de 100 mil visualizações até hoje de manhã (14). Segundo o jovem de 22 anos, atitudes como essa devem ser de caráter rotineiro, foi um ‘show de solidariedade e humanidade’, afirma o rapaz.

O relato do fã ainda contempla que a vendedora é uma moça muito descontraída e mencionava que ninguém conseguiu chegar tão perto dos músicos como ela.

Publicidade

Quando, de repente, o barulho da bandeja no chão, as alças tinham quebrado, então a moça ficou sem teto, muito preocupada, não tinha como arcar com a despesa, foi nessa ocasião que todos perceberam seu desespero e logo começaram a arrecadação, tudo era bem vindo, moedas, cédulas com menor e maior valor, em poucos minutos o montante já estava em sua mão, recorda Luiz Fernando.

A vendedora, estudante, agradeceu toda a solidariedade, pois jamais conseguiria resolver a situação tão rápida. Ressaltou ainda pelo seu perfil no Facebook a necessidade do trabalho para complementar sua renda e manifestando a dificuldade do trabalho informal aos olhos da sociedade, apesar dos esforços serem contínuos.

Por fim, Bianca Letícia publicou na mesma postagem que por ser considerada uma mulher invisível, sofre assédios, trabalha e muitas vezes submetida a exploração, por ser uma pessoa negra perde a voz e por ser a mulher que existe somente quando serve par o acontecimento de grandes espetáculos, naquele momento teve a oportunidade de “falar e sair do invisível”. #Rio Cultura #Rio2016 #Comportamento