Nesta segunda-feira, 04, aconteceu a defesa oficial da presidente da república Dilma Rousseff na comissão do Impeachment. Um momento, em especial, acabou chamando a atenção por no mínimo ser diferente em meio a tantos discursos parecidos. Com o chamado 'Pixuleco' (boneco do ex-presidente Luiz Inácio #Lula da Silva vestido de presidiário) na mão, o deputado federal Marcelo Aro, do PHS de Minas Gerais mostrou que é contra a presidente e a favor de seu impedimento. Ele ainda denunciou o que chamou de compra de deputados para votarem a favor de Rousseff do Partido dos Trabalhadores, o PT.

De acordo com informações de 'O Globo', cada parlamentar que votasse contra o #Impeachment teria destinados a seu estado R$ 1 milhão, enquanto aqueles que se mostrarem indecisos receberiam outros R$ 400 mil.

Publicidade
Publicidade

O deputado Marcelo Aro questionou se o advogado geral da união, se ele poderia ou não defender a presidente, já que ele é pago com o dinheiro do povo. Segundo Marcelo, Dilma está dando cargos Ministeriais e no segundo escalão para quem a apoia. "É nojento isso", disse ele enquanto ainda segurava o boneco do Pixuleco na mão.

Veja abaixo o vídeo com o depoimento completo de Marcelo na Comissão do Impeachment:

"Eles estão fazendo do Planalto um local de palanque político", disse o parlamentar citando as reuniões que a líder política tem feito com apoiadores. Marcelo ainda lembrou de falas de Movimentos como o dos sem Terra, que chegou a ameaçar invadir as fazendas e até gabinetes de quem for a favor do impeachment. De acordo com o parlamentar, o Partido dos Trabalhadores está utilizando um espaço público para fazer de controle da legenda e da situação, o que seria irregular. 

"Como se já não bastasse, entregam o Ministério da Casa Civil para o senhor Pixuleco", continuou na sua fala irônica o deputado.

Publicidade

"Isso é uma roubalheira, não tem outra palavra para eu usar", disse em tom mais exaltado em sua fala. Ele ainda questionou se os deputados conversam com seus eleitores, que estão passando por verdadeiras provações, como demissões. Para o deputado, o PT gere o maior esquema de corrupção do país. Ato termina dizendo qual será seu voto na comissão: "lutarei dia e noite!".  #Dilma Rousseff