Um fato inusitado aconteceu nesta quarta-feira, 06, na Bahia. De acordo com uma reportagem do site Bahia.ba, internos da Fundação Dr. Jesus foram levados para participarem de uma manifestação a favor da presidente da república Dilma Rousseff. A autorização para os chamados 'Timbaleiros de Cristo' teria partido do deputado estadual Pastor Sargento Isidório, do PDT. Como até o próprio nome já diz, Isidório é líder religioso de uma igreja evangélica. O deputado teria se irritado com a reportagem, quando questionado quantos homens ele estava levando para o protesto. Inicialmente, ele informou que eram 250, mas questionou porque estavam perguntando isso para ele.

Publicidade
Publicidade

Depois, o pastor teria lembrando que os internos da Fundação Dr. Jesus também seriam filhos de Deus. Mais tarde, uma verdadeira multidão se acumulava nas ruas da região e o número foi revisado para 700 pessoas. O deputado, mais tarde, acabou pedindo desculpas pelo seu "destempero", argumentando que pegaram ele em um momento ruim. "Foi o calor do momento", argumentou.

Segundo informações da assessoria da Polícia Militar da Bahia, o protesto contra o #Impeachment da presidente reuniu mil pessoas. Já a organização do protesto, que teve pessoas além dos internos, diz que foram sete mil manifestantes. Um vídeo publicado no Youtube mostra a chegada dos homens, que recebem tratamento contra a dependência química. Muito bem organizados, eles chegaram a fazer até uma espécie de formatura, colocando as mãos sobre os ombros do colega da frente.

Publicidade

A organização impressiona e chamou também a atenção de quem passava pelo local.

Os homens são conhecidos como "soldados". Eles estão internados em uma instituição que é bancada com as doações de muitas pessoas. Não há informações que a Fundação Dr. Jesus receba verba do governo. A casa de ajuda e reabilitação está localizada no bairro de Candeias, em Salvador. Ela é presidida justamente pelo deputado que não parecia muito paciente ao dar entrevista para o site baiano. De acordo com informações de bastidores, ele é um dos favoritos ao pleito de prefeito deste ano.  #Lula #Dilma Rousseff