De acordo com informações do deputado federal Cabo Daciolo, eleito pelo PTdoB do Rio de Janeiro, ele teve um encontro com a presidente da república Dilma Rousseff. O encontro que aconteceu neste fim de semana foi revelado neste sábado, 17, pelo site da Revista Veja. Foi a primeira vez que os dois conversaram desde que Daciolo foi eleito, em 2014. Dilma, no entanto, não ganhou um voto favorável, como provavelmente poderia ter pensado, mas em compensação ganhou uma bela oração. 

Encontro foi realizado no Palácio da Alvorada

Daciolo é Bombeiro Militar, esteve a frente de grandes movimentos da corporação carioca e na Câmara faz discursos calcados na bíblia.

Publicidade
Publicidade

O parlamentar chegou a se esforçar para criar um tese em seu antigo partido, o PSOL, de que o poder emanaria de Deus na Constituição. Isso fez com que ele fosse expulso da legenda. Pessoalmente, o bombeiro já havia noticiado que seu voto será pela deposição da presidente, mostrando assim que ele acredita que Dilma realmente cometeu os crimes pelos quais ela é acusada.

Presidente decepcionada 

No Palácio da Alvorada, ele disse ter rezado por Dilma. No encontro, estaria apenas ele e a presidente e não demorou nem cinco minutos. Segundo o bombeiro, a líder petista que já disse desconfiar se Deus existe ou não decidiu orar. "Eu falei de Deus para ela, para que ela entregasse a vida a Ele, que Deus entregaria a vitória para ela", explicou o parlamentar. Com tanto carinho e palavras divinas, Daciolo começou a ser acusado de mudar de lado, mas ele negou.

Publicidade

Segundo o deputado ,ele ora por todos, mas é a favor do Dilma. A petista teria ficado decepcionada por levar mais um não nesse momento tão difícil.

No sábado, 16, Rousseff cancelou encontros com movimentos sociais para tentar conversar com governadores e deputados. A ofensiva parece não ter adiantado bastante, pois antes mesmo da votação começar o clima já era derrotista no Partido dos Trabalhadores. Para que o #Impeachment de Rousseff são necessários 342 votos. A oposição diz que tem mais de 360. Às 10h45 no horário de Brasília o PP, que até então era governista, anunciou que 100% de seus deputados vão votar pelo impeachment. Uma grande derrota em um momento muito importante e que entrará para a história do Brasil.  #Lula #Dilma Rousseff