Muita gente tem questionado a posição da presidente Dilma Rousseff em tentar se defender de seu processo de impeachment utilizando como argumento principal de que está sofrendo um golpe de estado. Nesta quinta-feira, 21, inclusive, ela viajará para Nova York, nos Estados Unidos para possivelmente usar uma conferência da Organização das Nações Unidas (ONU) para novamente entoar a trama do "golpe". Mas afinal, por que Dilma estaria dizendo tantas vezes isso, já que seu procedimento de impedimento é praticamente certeiro de que gerará uma deposição?

Para o comentarista político Kennedy Alencar, a estratégia mira na construção histórica do #Impeachment e na reeleição futura do Partido dos Trabalhadores (PT), que poderia até culminar na tentativa do ex-presidente Luiz Inácio #Lula da Silva em chegar ao poder.

Publicidade
Publicidade

Rousseff ainda deve passar o recado de que a maioria dos deputados ao votar não motivou pelo motivo certo o intuito de fazer com que houvesse prosseguimento do seu processo de impeachment. A maioria, como a mídia nacional e internacional apontara, acabou dizendo que seu voto era por Deus, pela família ou até por personalidades polêmicas. 

O discurso do "golpe" não deve ser capaz de manter Dilma no poder, como analisa o comentarista político, que presta serviços para a rádio CBN e para o SBT, mas seria usado como "fotografia histórica da crise". Caso um novo governo assuma nesse meio tempo, a tendência é que nenhum milagre aconteça, especialmente porque os números do atual governo só pioram. O desemprego, por exemplo, chegou pela primeira vez aos dois dígitos. 

No entanto, a mesma fala de acusação golpista pode virar motivo eleitoral, a ser usado freneticamente por Lula e o PT, fazendo o partido, quem sabe, reerguer-se no futuro.

Publicidade

Agora é claro, isso funciona melhor se o próximo governo não conseguir corresponder rapidamente as expectativas da sociedade e dos empresários. Temendo isso, Michel Temer, antes mesmo do avançar do processo, já tenta montar seus ministérios. Ele tem se reunido em São Paulo com empresários e especialistas nos mais diversos assuntos.  #Dilma Rousseff