A Serasa Consumidor fez levantamento dos endividamentos, ganhos e compromissos que homens e mulheres têm em suas vidas sociais. O resultado mostra que, apesar de elas ganharem bem menos, eles é que não administram bem os seus ganhos financeiros. Para ajudar na constatação, o Órgão contou com a ajuda da área de Big Data, que fez avaliação em 2 milhões de pessoas que fazem parte do Cadastro Positivo da Serasa.

Segundo os dados levantados pela pesquisa, 70% delas têm vencimentos menores que R$ 1.760, são 25,7% das mulheres pesquisadas com salário de até um salário mínimo e 41,6% recebem entre R$ 880 a 1.760 reais mensais.

Um tanto quanto diferente dessa realidade, os homens pesquisados nesse estudo mostram que têm uma realidade financeira positivamente diferente, no entanto, é no que eles gastam que está o problema.

Publicidade
Publicidade

De acordo com o levantamento, 52,4% dos homens pesquisados disseram que recebem salários menores que 1.760, são 37% com vencimentos entre 880 reais e R$ 1.760 e 15,4% dos entrevistados revelaram que recebem menos que um salário mínimo.

Detalhe: enquanto apenas 7,3% das mulheres possuem vencimentos maiores que R$ 8.800 mensais, os homens atingem a marca de 11,9%, recebendo igual ou mais do que esse mesmo valor.

Como eles e elas gastam os seus vencimentos

Apesar de ter a maioria ganhando mais, os homens ficam atrás das mulheres quando o assunto é economizar. Segundo o Serasa, 45,8% das pessoas do sexo masculino estão negativadas, já esse percentual cai quando se referencia às mulheres, 43,2%.

Com relação ao comprometimento de renda com as instituições, há 26,8% de mulheres comprometidas, enquanto existem 24,6% de homens comprometidos.

Publicidade

Já com relação ao endividamento por meio de cartão de crédito, os homens levam a melhor. Enquanto 46,5% delas estão com esse tipo de endividamento, eles têm 42,5% de endividados.

No entanto, a comemoração masculina é or pouco tempo, porque, segundo a Serasa, o percentual de uso de todas as linhas de crédito é maior para os homens do que para as mulheres, o que chama a atenção para o maior endividamento entre eles, do que entre elas.

Cartão de Crédito: Eles; 42,5% - Elas; 46,5%

Cheque especial: Eles; 7,7% - Elas; 6,3%

Consignado: Eles 9,7% - Elas; 13%

Consórcio: Eles; 1,7% - Elas; 0,8%

Crédito pessoal: Eles; 11,3% - Elas; 9,7%

Imobiliário: Eles; 3,7% - Elas; 2,7%

Outros empréstimos: Eles; 10,4% - Elas; 9,2%

Outros financiamentos: Eles; 5,1% - Elas 6,2%

Veículos: Eles: 7,9% - Elas; 5,6% #Governo #Curiosidades