Jean Wyllys protagonizou uma cena lamentável na política nacional: Logo após votar contra o impeachment, tentou cuspir em Jair Bolsonaro em repudio ao voto favorável ao impeachment que o militar tinha conferido segundos antes , além de Bolsonaro ter citado o coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra em seu discurso.

Em poucos minutos, sites como o da emissora Band e a transmissão ao vivo pela internet feita pela Jovem Pan, deram destaque para a atitude do parlamentar, que faz parte do PSOL.

Recentemente Jean gravou um vídeo em que convocava as pessoas para irem às ruas protestarem a favor de Dilma e amedrontava as minorias, dizendo que se o impeachment acontecesse, gays seriam perseguidos, assim como, segundo ele, eram perseguidos e mortos na ditadura militar.

Publicidade
Publicidade

Ele também insinuou que a Polícia Militar não trata bem a esquerda, o pobre e o negro e o impeachment lhes daria chance de maltratar livremente esses grupos.

Se você não assistiu o vídeo ou leu a matéria a respeito, clique aqui.

Impeachment

Durante a votação do impeachment, alguns deputados ganharam destaque, sendo ovacionados pelos presentes, bem como fazendo a alegria de internautas que acompanhavam a transmissão ao vivo pela internet. Dentre muitos nomes, foram justamente 'os Bolsonaro' que chamaram mais atenção e mexeram com os ânimos dos manifestantes pró-impeachment.

Jair Bolsonaro é deputado federal pelo Rio de Janeiro e Eduardo Bolsonaro, seu filho, é deputado federal por São Paulo, ambos do mesmo partido, PSC.

Derrota

Lula e Renan Calheiros discutiram essa semana a hipótese de realizar eleições gerais, pois o PT não aceita que Temer seja o presidente do país, o considerando um traidor de #Dilma Rousseff

Após uma pesquisa realizada pelo instituto Datafolha, Lula pode ter se animado com a possibilidade de se tornar presidente do Brasil, entretanto, apesar do presidente do Senado não descartar a criação de uma comissão para uma EC das eleições, é pouco provável que consigam aprovação nas duas casas, pois isso encurtaria o mandato dos parlamentares.

Publicidade

O que você acha dessa atitude de Jean? Deixe sua opinião através de um comentário. #Crise-de-governo