E mais uma denúncia foi feita nesta quinta-feira, 31, contra a presidente da república Dilma Rousseff. Dessa vez, um fonte que trabalhou em um cargo de chefia da Petrobrás disse à 'Revista Veja' que a líder política do país sabia das irregularidades da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos. A afirmação foi feita pelo engenheiro Otávio Pessoa Cintra, que foi gerente da estatal na América. Mesmo ainda sendo funcionário da Petrobrás, o engenheiro decidiu contar o que sabe e fazer a revelação para os brasileiros. Nesta sexta-feira, 1º de abril, a empresa de petróleo autorizou um plano de demissões voluntária, no qual prevê mais de doze mil dispensas.

Publicidade
Publicidade

O engenheiro explica que em 2005 ele se encontrou com Jorge Bittar, que naquele tempo era deputado federal pelo Partido dos Trabalhadores (PT) pelo Rio de Janeiro. Na conversa com Bittar, ele falou que meia dúzia de pessoas estariam envolvidas em irregularidades da compra da refinaria americana. No encontro, também estaria presente um empregado de Bittar na época, Paulo César Araújo. 

De acordo com o ex-Gerente da Petrobrás, o então deputado federal levou o caso para a Ministra da Casa Civil, que nesse tempo seria a futura presidente do Brasil, #Dilma Rousseff. Além de Dilma, Bittar também teria dito que falaria sobre as irregularidade com Sérgio Gabrielli, presidente da estatal naquele ano. 

Não é a primeira vez que indícios dizem que Dilma sabia que a compra de Pasadena tinha problemas.

Publicidade

Em 2014, uma reportagem do 'Estadão' mostrou que outra testemunha chegou a procurar a Polícia Federal para denunciar o que seriam crimes propositais de má gestão. O objetivo, segundo essa fonte, seria desviar verba sem chamar a atenção das fiscalizações feitas pela própria estatal. A compra de Pasadena teria servido para isso. 

A tal testemunha, de acordo com o Estadão, foi identificada tempos depois como 'Cintra'. Ele teria dito que Dilma sabia sim das irregularidades dentro da maior estatal brasileira. De acordo com ele, apenas em 2014 é que ficou descoberto que a agora presidente teria sido avisada. #Lula #Impeachment