Foi executado na tarde desta quarta-feira (6), o empresário Miguel Ângelo Santos Jacob, de 57 anos, logo após deixar seu filho na escola, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Segundo o portal de notícias G1, o #Crime aconteceu em frente ao colégio Santo Agostinho um dos mais tradicionais e caros do Rio de Janeiro.

Empresário havia sido condenado por falsificação de medicamentos contra o câncer

Advogados da família que estavam no local, confirmaram que Miguel Ângelo, era empresário do ramo de medicamentos e no ano de 2015, foi julgado e condenado a 11 anos e 8 meses de prisão, por chefiar um esquema de falsificação de medicamentos usados para combater o câncer.

Publicidade
Publicidade

Porém ele e mais três réus, foram beneficiados com o direito de recorrer da sentença em liberdade.

De acordo com as investigações, Miguel era dono de uma empresa que produzia remédios para o tratamento da Leucemia, que custava aproximadamente R$10 mil. Porém não era adicionado ao medicamento o princípio ativo necessário para o combate da leucemia, colocando a vida de dezenas de pacientes em risco.

Execução em frente ao colégio do filho

O filho de 8 anos do casal tinha acabado de ser deixado no Colégio Santo Agostinho, quando aconteceu a execução. Testemunhas disseram que houveram muitos disparos, o que ocasionou muita correira.

O Crime ocorreu no horário de grande movimento de alunos, que entravam e saiam das escolas próximas ao local. Os tiros atingiram o empresário que estava em seu carro com sua esposa, Joana D'Arc Batista, de 40 anos e o filho mais novo do casal de 5 anos.

Publicidade

Joana D'Arc também foi atingida por três disparos, mas foi socorrida e está fora de perigo. A criança de 5 anos, nada sofreu e está sob cuidados de parentes.

A polícia recolheu pelo menos 13 capsulas próximas do carro. Agentes da Divisão de Homicídios investigam o caso. A polícia colheu o depoimento de Joana ainda no Hospital, mas depois ela deverá ser ouvida novamente.

Autor dos disparos

A reportagem do G1, conseguiu apurar no local do crime, que o autor dos disparos, era um homem que usava uma mochila, que chegou andando, fez os disparos e fugiu do local andando normalmente. A polícia já está com as imagens das câmeras de segurança, próximas do local, para tentar encontrar alguma pista sobre o suspeito, #Investigação Criminal #Casos de polícia