Nem ela escapou. O programa do #Governo Federal 'Farmácia Popular' acaba de completar 10 anos, mas longe de ser motivo de festa. A falta de recursos e a grave crise econômica que atravessa os governos, dentre eles a própria União, fez com que fossem retirados subsídios da ordem de R$ 578 milhões do programa.

A Farmácia Popular é um dos programas mais acessados pelos cidadãos brasileiros, nela existe a garantia de acesso ao tratamento de doenças como hipertensão arterial e diabetes. Pessoas que sofrem dessas doenças fazem uso constantes de medicamentos para controlar a doenças, evitando danos maiores a importantes órgãos do corpo, como rins, fígado, cérebro, entre outros.

Publicidade
Publicidade

Recentemente o programa sofreu um 'corte silencioso', no qual vários remédios que tinham descontos, subsidiados pelo Governo Federal, sofreram forte queda na contrapartida do governo, ocasionando forte aumento dos mesmos. Esses não eram remédios para tratamento de diabetes ou hipertensão, mas auxiliavam no controle do colesterol por exemplo.

O programa 'Aqui tem farmácia popular', consiste no credenciamento de farmácias privadas para distribuírem os remédios com descontos de até 90% ou de graça em muito dos casos.

O contingenciamento de recursos promovidos pela União no orçamento de 2016 garantiu a continuidade do programa social, mas agora com muito menos efetividade.

Como funciona o programa Farmácia Popular:

O cidadão munido de receita médica (em seu nome), identidade e CPF pode ir a qualquer farmácia que possua o banner do programa 'Aqui tem farmácia popular'.

Publicidade

O atendente procederá o cadastro do mesmo no sistema do Governo Federal.

Cada receita possui validade de 6 meses, podendo o paciente retirar os remédios uma vez por mês para dar continuação ao tratamento. Ao final da validade da receita o cidadão deve passar por outra consulta médica a fim de que o médico prescreva mais medicações caso seja necessário.

Os estabelecimentos do programa Farmácia Popular do próprio Governo Federal são muito reduzidos. Por esse motivo o sucesso do programa está atrelado à participação da iniciativa privada. #Finança #Crise econômica