Jair Bolsonaro é um dos poucos políticos do Brasil que não tem envolvimento com a corrupção e que defende penas rígidas para criminosos, além de valorização e proteção dos valores familiares. Por conta disso, sempre tem esquerdistas inventando boatos à seu respeito para que sejam propagados por pessoas que não costumam se informar, apenas formar opinião sobre o título de uma matéria ou um meme na #Internet.

Como não seria diferente, uma estudante de psicologia da Universidade Federal do Ceará, chamada Neiara, demonstrou a sua falta de conhecimento na manhã dessa quarta-feira, 27, quando, de forma confusa, fez algumas perguntas para Jair Bolsonaro.

Publicidade
Publicidade

A moça deu várias voltas para se encontrar falando dos estudantes de psicologia, do SUS e soltou duas pérolas:

1ª Foi dito que as feministas mereciam o 'Calvário das viúvas', o que foi isso deputado?

2ª E a explosão da bomba dos anos 90 que não deu certo?

Bolsonaro, sempre muito autêntico em suas respostas, mostrou-se surpreso com as palavras da universitária e rebateu: 'Eu, bomba em 1990? Você está me confundindo com Dilma Rousseff!"

Logo o vídeo da moça começou a ganhar repercussão e ser motivo de piada nas redes sociais. Assista-o agora:

Estudantes da 'Pátria Educadora' do PT

Há algumas semanas um outro estudante 'pagou mico' ao desafiar Jair Bolsonaro. O deputado conferiu uma palestra no Espirito Santo e foi confrontado por um estudante do ensino médio de dezoito anos que fez duas perguntas típicas da esquerda: 'Porque tem tão poucos negros nessa plateia se a maior parte da população brasileira é majoritariamente negra e como você acha que fica a associação de sua imagem com uma instituição que já cometeu a Candelária, o Vigário e tants outras coisas?'

Bolsonaro foi autêntico e realista ao falar sobre o que de fato aconteceu na época em que alguns 'jovens inocentes' foram mortos no Rio de Janeiro, sendo conhecido como o crime da Candelária.

Publicidade

A resposta de Jair gerou aplausos e o estudante, que tentou interromper a fala do deputado, acabou ouvindo 'Cala a boca'.

Relembre o caso:

#Viral #Dentro da política