Um artigo publicado pelo diretor de cinema José Padilha (a frente de filmes como 'Tropa de Elite') no jornal carioca 'O Globo' ganhou grande repercussão. O profissional acabou sendo interpelado pelo advogado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Cristiano Zani Martins, que parece não ter gostado muito da publicação. Neste sábado, 23, Padilha, novamente no 'O Globo', disse que o profissional da justiça não entendeu muito bem o que ele escreveu na coluna de opinião no jornal e detonou: 'com esse advogado que não sabe ler, há o risco de o #Lula ser condenado mesmo sem evidências'.

O diretor irá produzir em breve uma série sobre a operação Lava Jato para o serviço de televisão por demanda Netflix e viu o advogado de Lula escrever que ele havia dito que já existem evidências para prender o ex-presidente.

Publicidade
Publicidade

José não gostou e disse que não escreveu nada disse, explicando que o que quis dizer é que com a prisão de Lula, ficaria mais fácil o trabalho do juiz federal Sérgio Moro na investigação sobre o dinheiro desviado da maior estatal brasileira, a Petrobrás. Segundo ele, a esquerda ficaria mais perto da justiça, exigindo que os demais fossem presos. No entanto, Padilha lembrou que Lula só pode ser preso se realmente existirem provas para isso. 

Com a crise política que passa o país, diversas personalidades tem dado sua opinião sobre o assunto, especialmente no que diz respeito ao #Impeachment da presidente da república Dilma Rousseff. Dos que apoiam o impedimento, por exemplo, estão nomes como Ary Fontoura. Já entre os que dizem que o processo é um golpe está José de Abreu. O ator, inclusive, envolveu-se em uma confusão na noite desta sexta-feira, 22, em um restaurante japonês de São Paulo.

Publicidade

Um casal que estava no local, segundo José, teria começado a criticar sua posição política, chamando-lo de ladrão. Em seguida, o ator irritado começou a cantar o hino nacional brasileiro e deu duas cusparadas nos dois. Em posts publicados no Twitter, Abreu disse que "coxinha" merece mesmo cuspe na cara e relatou não se arrepender do que fez.  #Dilma Rousseff