Luís Inácio #Lula da Silva iniciará a semana em clima tenso. Após a aprovação do impeachment e o total fracasso das negociações de Lula e Dilma com outros deputados, Lula deve ser acusado ‘formalmente’ de envolvimento com o esquema criminoso que corrompeu e lavou dinheiro da estatal Petrobras.

O processo

A peça processual apontará Jacó Bittar como ‘laranja’ na compra do sítio de Atibaia, com valor declarado em 2010 e R$1,5 milhão. A escritura da propriedade está em nome de donos ‘oficiais’, mas durante as buscas feitas no local há pouco mais de um mês, um contrato ‘de gaveta’ em nome de Lula e Marisa foram encontrados. Ambos documentos estão anexados ao processo.

Publicidade
Publicidade

O imóvel foi registrado pelo escritório de Roberto Teixeira, amigo e defensor jurídico de Lula. Os donos que constam na escritura são Fernando Bittar, filho de Jacó e Jonas Suassuna, que são sócios do filho do ex-presidente.

A reforma do sítio e a manutenção de bens de Lula serão vinculadas ao uso de recursos da Petrobras. Como provas a Polícia Federal possui notas fiscais, comprovantes de movimentações bancárias e depoimentos cruciais de pessoas ligadas à reforma.

A Odebrecht, OAS e Carlos Bumlai serão ligados ao cartel responsável pela execução das obras com o dinheiro público.

Defesa

A defesa do ex-presidente continuará sustentando a versão de que João Bittar adquiriu o sítio para que houvesse o convívio harmonioso das duas famílias: a dele e a de Lula. Segundo os advogados de Lula, Bittar e Suassuna que pagaram pela reforma e há documentos que comprovam tal álibi, bem como as idas ao local, que segundo a defesa, eram na mesma intensidade que as visitas da família de Lula.

Publicidade

Consequências

Oficialmente como réu, a tendência é que o STF não confira a posse da Casa Civil para Lula; que deve ser julgada nos próximos dias; a fim de não interferir no andamento do processo. O Supremo também decidirá se Lula será denunciado pela Procuradoria ou pela ‘República de Curitiba’ sob o comando do juiz federal, Sérgio Moro. Toda a movimentação deve ocorrer ainda essa semana, segundo informações oficiais. #Lava Jato #Corrupção