Ao contrário do que alguns meios de comunicação noticiaram, #Lula não foi ouvido como parte das investigações da #Lava Jato que já foram remetidas ao Supremo, mas como investigado de um outro inquérito que apura a tentativa de fraude na delação de Nestor Cerveró, ex-diretor da Petrobras.

O depoimento, que durou cerca de duas horas, não questionou as demais investigações de que Lula está inserido, tão pouco o real motivo de sua nomeação frustrada para a Casa Civil.

Sua intimação é decorrente das acusações feitas por Delcídio do Amaral sobre a tentativa de comprar o silêncio do Nestor Cerveró. Em depoimento, Lula negou que tivesse contato próximo com Delcídio e que sua relação era estritamente partidária.

Publicidade
Publicidade

Além disso, afirmou que só conhecia Cerveró ‘superficialmente’ e que nunca lhe ofereceu dinheiro.

Lula tentou não criar alarde e ir discretamente até a sede da PGR, onde prestou depoimento, mas uma equipe do Globo News acabou descobrindo e logo a notícia se espalhou para outros meios de comunicação. O político foi depor acompanhada de três advogados de sua confiança e no total quatro promotores acompanharam o interrogatório.

Os investigadores analisarão o caso para decidir se Lula será incluído na relação de pessoas acusadas de tentar fraudar a delação de Nestor em denúncia formulada em 2015 e que já possui quatro denunciados.

Além de Lula, Delcídio delatou dezenas de outras pessoas, a maioria deles políticos, incluindo a presidente da república, Dilma Rousseff, que é acusada de ter usufruído do dinheiro desviado da Petrobras em sua campanha política.

Publicidade

Correndo contra o tempo

De um quarto de hotel em Brasília, Lula tem recebido a visita de políticos, incluindo parlamentares que votarão nesse domingo na sessão da Câmara de que decidirá primeira fase do #Impeachment. Lula tem buscado 'negociar' o apoio de políticos há algumas semanas. Internautas encararam o 'entra e sai' de políticos do hotel muita estranheza.

Se o impeachment for aprovado nesse domingo, a saída definitiva de Dilma é certa, pois no senado a maior parte dos políticos não apoiam a presidente. Saindo do poder, o PT pode não conseguir destaque na política por longos anos, pois ainda vai demorar para as pessoas se esquecerem dos escândalos atuais.