Na #Manifestação do dia 18 de março, realizada na Avenida Paulista, a participação mais celebrada foi a do ex-presidente Luís Inácio #Lula da Silva. Na ocasião, ele discursou em um carro de som para os milhares de manifestantes e defendeu a legalidade da presidente Dilma Rousseff.

Dessa vez, Lula participaria do ato em Brasília na quinta-feira (31), mas desistiu da participação e voltou para São Paulo. Por meio de um vídeo, postado nas redes sociais, o ex-presidente voltou a defender Dilma e apoiou as manifestações afirmando que o movimento é uma demonstração de que o povo valoriza a democracia e defende a Constituição.

Ele também comentou que a democracia é a única via para que os problemas do País sejam solucionados, já que a legitimidade do poder deve vir do voto popular.

Publicidade
Publicidade

E lembrou o custo do retorno ao regime democrático no Brasil, por meio de luta, sacrifício e mártires.

Sem se referir diretamente a um suposto governo de Michel Temer, Lula afirmou que mesmo reconhecendo os problemas o povo brasileiro não aceita “andar para trás” – em alusão às possíveis perdas sociais caso haja um mandato do atual vice-presidente. #Impeachment