O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pode ter problemas para se candidatar novamente à presidência. Isso porque existe uma proposta de emenda à Constituição que quer vetar políticos de tentarem cargos públicos sem ter um diploma do ensino superior. Atualmente, para ser de vereador a presidente, os candidatos apenas precisam comprovar que não são analfabetos. É bom dizer que o ex-presidente da república possui 28 títulos de doutor, mesmo sem ter faculdade. Esses títulos são chamados de "honoris causa" e foram dados ao líder do Partido dos Trabalhadores (#PT) por causa da sua atuação na política internacional e nacional. 

A Proposta de Emenda à Constituição não deixa claro se os títulos teriam o mesmo efeito que um diploma regular.

Publicidade
Publicidade

Juridicamente, segundo informações da revista 'Exame', os títulos teriam o mesmo efeito que um diploma regular, mas a questão deve ser discutida no Congresso, que pode ou não aprovar a polêmica PEC. Antes de chegar ao Senado, a proposta passou pela Câmara dos deputados. Ela foi apresentada por Irajá Abreu, do PSD do Tocantins. Ao todo, 190 parlamentares deram sua assinatura ao projeto, 19 mais do que o mínimo necessário para que a proposta chegasse aos senadores. 

Curiosamente, o deputado que formulou a proposta é filho de Kátia Abreu, Ministra da Agricultura que vai trabalhar na defesa de #Dilma Rousseff no Senado. Outros nove representantes do Partido dos Trabalhadores assinam o documento, como Pepe Vargas, do Rio Grande do Sul. Como argumentos para a PEC, os parlamentares que assinaram acreditam que o parlamento será superiormente representado, tendo deputados mais capacitados para brigarem pelas causas do povo. 

Alguns deputados da esquerda, como Jean Wyllys, do PSOL do Rio de Janeiro, chegaram a usar a internet para reclamarem da proposta, que afastaria mais a população do poder, dando apenas a quem tem mais força a chance de se candidatar.

Publicidade

O deputado mais votado de São Paulo nas penúltimas eleições, Tiririca, chegou a ter que provar que sabia ler e escrever na justiça, após opositores dizerem que ele é analfabeto.  #Impeachment