A presidente Dilma Rousseff e o seu processo de #Impeachment perdeu um pouco do espaço do noticiário político por contra de outra mulher, intitulada como a primeira-dama do Turismo. Aos 32 anos, Milene Teixeira surpreendeu os brasileiros ao publicar fotos mostrando a intimidade com o marido Alessandro Golombiewski. Aos 44 anos, ele assumiu a menos de uma semana o Ministério do Turismo. Segundo o jornal Extra, os dois são casados há dois anos. Uma das imagens publicadas mostra Milene dando um selinho em Alessandro. Outras mostram ela com uma roupa superdecotada a frente da bandeira nacional. 

Fotos mais antigas, compartilhadas pela própria primeira-dama são ainda mais ousadas.

Publicidade
Publicidade

Em 2013, por exemplo, antes de casar com o hoje Ministro, ela foi fotografada usando apenas uma faixa presidencial em frente ao Congresso Nacional. A assessoria da bela disse que agora ela está impedida de falar e que o pedido partiu do governo federal. Um material divulgado à imprensa pela assessoria de Milena mostra seu posicionamento sobre várias questões políticas. 

Ela faz críticas, por exemplo, ao fato do juiz federal Sérgio Moro, que está a frente das investigações da Lava Jato, estar investigando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mas não dando o mesmo tratamento ao presidente da Câmara dos deputados, Eduardo Cunha, e sua esposa. “Eu gostaria de saber por que ele não foi tão ágil nas investigações do processo da esposa do Eduardo Cunha, como foi com o ex-presidente Lula?”, questionou a mulher que já foi eleita Miss Bumbum Miami em 2013. 

Ela ainda chama Eduardo Cunha de pessoa manipuladora e que se aproveita do fato dos eleitores brasileiros terem memória curta.

Publicidade

Para ela, o parlamentar pode dar uma reviravolta na mídia e tentar concorrer ao cargo de presidente da república. Sobraram críticas até para o vice-presidente, Michel Temer. "“O lobo mau vestido de cordeirinho…”, opinou. No material distribuído pela assessoria da primeira-dama, ela ainda defende Dilma, mostrando-se contra o processo de impedimento da líder petista, que agora é analisado por uma comissão do Senado. 

Após a repercussão do "ensaio" feito no gabinete do Ministro do Turismo, as imagens polêmicas foram apagadas da rede social de Milene.  #Dilma Rousseff