De acordo com a revista 'Isto É' desta semana, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sua equipe gastaram cerca de R$ 800 mil em um hotel de Brasília. Lá, o líder do Partido dos Trabalhadores (PT) se reuniu com diversos políticos, tentando evitar que o processo de #Impeachment da presidente Dilma Rousseff passasse pela Câmara dos deputados. O tal hotel é o Royal Tulip, que fica perto da casa oficial de Dilma, o Palácio do Planalto. Apenas um quilômetro separava os dois, o que facilitou os encontrou pessoais. O que a revista questiona em sua reportagem é quem teria pago a conta da hospedagem, dinheiro que daria para comprar um imóvel até mesmo em regiões ditas como nobres. 

A revista faz duras críticas ao ex-presidente e diz que ele estaria promovendo "tramoias".

Publicidade
Publicidade

Somente o quarto onde #Lula ficou hospedado teria 76 metros quadrados. Mas não é bem um quarto, segundo a revista, tendo uma sala e varandas com vista para o Lago Paranoá, além de uma piscina. Outra Antessala, presente na mesma suíte, possui uma mesa para seis pessoas, que teria sido utilizada nas reuniões entre os petistas e na tentativa de conseguir novos adeptos ao discurso do "golpe", especialmente deputados que votassem contra o impedimento. Como sabemos, no dia 17, 367 parlamentares escolheram favoravelmente pelo impeachment, levando o processo para o Senado. A previsão é que no dia 11 de maio ocorra a votação para o afastamento. Para que seja aprovado são necessários pelo menos 41 Senadores favoráveis à questão. 

Além da suíte maior dedicada ao ex-presidente, o hotel também reservou três outros quartos para sua equipe.

Publicidade

Ao todo, de acordo com a revista, seriam mais de dez pessoas, tendo seguranças, assessores, além de outros amigos de Lula. A equipe teria realizado todas as refeições no próprio hotel, o que elevou ainda mais a conta. A publicação disse que procurou o Instituto Lula para que esse explicasse de onde veio o dinheiro para custear a viagem e a presença ostensiva do petista e sua equipe em Brasília. A 'Isto É' revela ainda que foram utilizados jatinhos particulares em alguns deslocamentos.  #Dilma Rousseff