Esta semana ficou marcada por diversos atos em apoio a presidente da república e outros contra Dilma Rousseff. Um deles, no entanto, acabou chamando a atenção. No Palácio do Planalto, a presidente se reuniu em uma espécie de comício com artistas, que defenderam sua permanência no poder. Muitos deles foram agraciados de forma legal a utilizar a captação de recursos proposta pela Lei Rouanet. Além da autorização, esses artistas precisam de empresas que topem ceder uma parte do dinheiro que iria para pagar impostos ao próprio governo federal, em troca de apoio à cultura. Uma das presentes foi a atriz Letícia Sabatella, que chegou a ser autorizada a captar R$ 1,5 milhão para iniciar uma carreira como cantora. 

Nesta sexta-feira, primeiro de abril, no entanto, um deputado fez sérias acusações contra Dilma e também aos artistas que estão apoiando a presidente.

Publicidade
Publicidade

De acordo com Onyx Lerenzoni, do DEM do Rio Grande do Sul, o governo estaria utilizando dinheiro público para pagar pelo apoio dessas celebridades. Nas redes sociais, o assunto ganhou tanta polêmica que até o Ministério da Cultura tentou explicar novamente como funciona a Lei Rouanet. A maior polêmica é que ser autorizado a captar recursos por tal lei não é fácil e boa parte desses artistas tinha conseguido importâncias importantes para seus projetos. 

O deputado disse ainda que Dilma gastou muito dinheiro, na casa dos milhões de reais, para colocar manifestantes nas ruas. Reportagens chegaram a revelar que algumas pessoas receberam vales alimentação que chegavam a R$ 300, o que não quer dizer que muitos dos que protestavam tenham feito isso por pura ideologia. O país tem 200 milhões de habitantes, seria até anormal se 100% das pessoas pensassem iguais, mesmo com a enorme rejeição de Rousseff.

Publicidade

"Esses artistas foram comprados com dinheiro público para poder produzir as suas peças, lançar livros e produzir suas músicas, conferindo um apoio em forma de ‘troca de favores", disse o deputado. 

A crítica do parlamentar vai além e lembra a crise que passamos, dizendo que o dinheiro pago por apoio deixou de ser investido em setores, como saúde e educação. O Palácio do Planalto não se pronunciou até o momento sobre essas acusações.  #Lula #Dilma Rousseff #Impeachment