Após a exibição do 'Conexão Repórter' no início dessa madrugada, muito seguidor de Jair Bolsonaro, vulgo 'Mito', mostrou-se insatisfeito com a super edição do programa, bem como com perguntas consideradas 'estúpidas' que foram feitas ao deputado. Por exemplo: Roberto Cabrini pergunta se Jean Wyllys pediria desculpas para Jair Bolsonaro, ele diz que não. Então Cabrini pergunta se Bolsonaro pediria desculpas para Wyllys, sendo que Jair quem foi a vitima do descontrole do socialista.

Esse foi apenas um dos momentos que revoltaram os seguidores de Bolsonaro e então, muitos deles se juntaram no início dessa noite e em aproximadamente três horas conseguiram mais de 70 mil publicações com a hashtag #BolsonaroPresidente e não só ficaram nos trends do Brasil, como do mundo.

Publicidade
Publicidade

Muita gente que não gosta do deputado por não conhecerem o político por trás dos discursos de ódio de opositores ou entrevistas super editadas e manipuladas (destaque para o caso polêmico em que o CQC fez uma montagem e depois foi desmascarado por Bolsonaro, que filmou a entrevista sem o repórter perceber), aproveitaram para criticar tanto o deputado, quanto os seus apoiadores, entretanto, o lema 'mitar sem parar' foi bem absorvido pelos internautas que mesmo recebendo mensagens com criticas e até acusações e palavrões, conseguiam rebater de maneira divertida.

Candidato das multidões

Jair Bolsonaro cresceu em popularidade consideravelmente desde o começo da crise política. O deputado federal é autêntico em suas opiniões, não ficando encima do muro em nenhuma circunstância. Também defende a proteção da família, o cidadão de bem e penas mais rígidas para criminosos.

Publicidade

O político foi exaltado durante as manifestações e tem sido recebido em aeroportos como um verdadeiro pop star, conforme tem sido mostrado em telejornais e vídeos de seguidores na internet. Provável candidato à presidência da república pelo PSC em 2018, Jair é o terror da esquerda tradicional, pois deseja acabar com privilégios que prejudicam o cidadão, como recursos para ongs de direitos humanos que defendem criminosos.

Ao contrário do que falam sobre o político, há muitos homossexuais que o apoiam. Karol Eller, famosa blogueira brasileira com aproximadamente 230 mil seguidores no Facebook, detonou Jean Wyllys no episódio lamentável do 'cuspe', bem como gravou um vídeo convidando as pessoas a assinarem uma petição contra uma eventual cassação do mandato de Bolsonaro que se encontra no Change.org. #Governo #Eleições #Viral