Amado pela maioria, detestado por pequenos grupos de esquerda, o juiz federa Sérgio Moro esteve na noite dessa terça-feira, 26, em uma justa homenagem realizada nos Estados Unidos.

Moro é o único brasileiro da lista de pessoas influentes e figura ao lado de nomes de destaque no cenário internacional, como Angela Merkel, Vladimir Putin e Barack Obama.

O juiz mostrou-se orgulhoso com a inclusão de seu nome na lista e disse que tal homenagem engrandece o Brasil e a #Polícia Federal. Também comentou que esse destaque mostra que o Brasil está evoluindo no combate contra a corrupção.

A Time descreve o juiz como o ‘Super Moro’ que os brasileiros clamam nas ruas e que seu nome é gritado como se fosse uma estrela do futebol.

Publicidade
Publicidade

A publicação diz ainda que Moro tem poder para derrubar a presidente e para acabar com a cultura de corrupção que tem prejudicado o progresso do Brasil.

Essa não é a primeira vez que Sérgio Moro é destaque em uma publicação americana. Há alguns meses foi eleito a 13ª pessoa mais influente para mudar o mundo de acordo com a revista Fortune.

 Sérgio Moro não se esqueceu de #Lula

Essa semana também começou com a notícia de que a Operação Lava Jato irá acusar Lula formalmente pela participação no esquema de corrupção da Petrobras por conta do sítio de Atibaia. Com isso, Lula deve sentar-se no banco dos réus e sua condenação é quase certa, seja por Sérgio Moro ou por um eventual julgamento da PGR.

O que se espera é apenas que o STF decida se Lula tomará posse ou não do cargo de ministro da Casa Civil.

Publicidade

Ao que tudo indica, a nomeação não será aceita pela maioria dos magistrados da casa, principalmente por conta do motivo de sua indicação por Dilma e do atual cenário político de impeachment.

O Supremo deve decidir nos próximos dias se Lula será definitivamente julgado por Sérgio Moro ou por Rodrigo Janot, que vale salientar, não é o melhor amigo do petista, que por sua vez, andou falando o que não devia sobre o procurador geral da União em uma das gravações telefônicas feitas pela Polícia Federal. #Lava Jato