O Partido dos Trabalhadores (PT) tem se envolvido em muitas polêmicas nos últimos tempos. A maior delas e mais importante envolve o impeachment da presidente da república #Dilma Rousseff. Mas não é só ela que precisará a responder a coisas importantes. Nesta quarta-feira, 27, o jornal Extra do Rio de Janeiro publicou uma denúncia contra um vereador da legenda, Lino Peres, do município de Florianópolis, em Santa Catarina. Ele foi flagrado acessando um site conhecido por divulgar conteúdos adultos de diversos gêneros.

Uma imagem com o fragrante está fazendo sucesso nas redes sociais, especialmente no WhatsApp. O flagrante aconteceu justamente no momento em que o vereador estava trabalhando na Câmara dos trabalhadores.

Publicidade
Publicidade

Não se sabe se o caso é uma montagem, mas por enquanto não é assim que está sendo trabalho. No fundo da sessão da Câmara aparece presidindo a sessão Ricardo Camargo Vieira, eleito pelo PMDB. Ele faz sinal de positivo enquanto conversa, sem ter como ver o que seu colega fazia em seu computador.

Agora a imagem percorre o país inteiro e sua autoria ainda não foi identificada. Diversas páginas do Facebook já fazem brincadeiras com o excesso de exposição do político. Em entrevista ao Extra, a assessoria do vereador disse que enviaria uma nota oficial sobre o caso. Até às 18h15, no entanto, o site do jornal carioca não tinha colocado o posicionamento no ar. Caso a assessoria deseje, esta matéria da Blasting News pode ser atualizada para dar espaço à defesa de Lino Peres.

Por telefone, a assessoria disse ao Extra que duas hipóteses podem ter acontecido.

Publicidade

A primeira delas é de que a máquina do vereador tenha acessado o site sozinha. A outra é que adversários políticos tenham de alguma maneira armado a cena. Imagens de segurança da Câmara dos vereados já foram solicitadas. É o primeiro mandato de Lino Peres. Segundo sua equipe, ele nunca sofreu qualquer denúncia a respeito de sua conduta. Oficialmente, o vereador não se pronunciou sobre o caso constrangedor. #Lula