O ator José de Abreu voltou a provocar polêmicas através de seu Twitter. Filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT) e grande defensor da presidente Dilma Rousseff e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ele fez um post nesta terça-feira, 26, para comentar que os seus seguidores não param de aumentar. De acordo com ele, desde que cuspiu em um casal em São Paulo no dia 22, mais dezessete mil pessoas passaram a seguir-lo no microblog de 140 caracteres. "Só para constar: ganhei cerda (sic) de 17 mil seguidores depois do cuspe!", publicou ele. 

Em outra publicação, ele avisou que estava marcando um encontro com seus rivais para a próxima semana, sem dar, no entanto, uma data para isso.

Publicidade
Publicidade

O defensor de Dilma tem chamado seus rivais de "fascistas". "Semana que vem vamos marcar um encontro na candelária com todos os fascistas que querem me bater. Vamos ver quantos aparecerão…", escreveu ele. A Candelária é uma igreja localizada no Centro do Rio de Janeiro, conhecida por ser ponto de encontro de diversas manifestações e também por conta de uma chacina de moradores de rua. O ator não disse quem organizará o evento, nem quais serão suas pautas.

Ele também continuava a "bater boca" com diversos de seus seguidores. "Se eu precisasse de conselhos eu pediria, tá!", disse ele após uma jovem pedir que ele tivesse um pouco mais de tranquilidade na hora de expôr suas opiniões políticas. "Jovem mofenta", escreveu ele, fazendo uma junção da palavra jovem com mofo, que remete a algo velho. 

"Moralistas sem moral me enchem o saquinho", escreveu ele a outro internauta que o interpelava.

Publicidade

 Não é só com anônimos que Abreu tem dividido opiniões e gerado polêmica. Alguns famosos pronunciaram-se contra as cuspidelas dadas por ele em um restaurante japonês de São Paulo. Marcelo Tas foi um deles. O apresentador Otávio Mesquita chegou a chamar o petista de "jararaca cuspidora", fazendo uma referência à uma declaração do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que fez uma analogia contra sua suposta perseguição política, comparando-se a uma jararaca.  #Dilma Rousseff #É Manchete!