Nesta sexta-feira, 29, o Advogado-Geral da União, que recebe dinheiro do povo para manter o seu cargo, defendeu com veemência a presidente da república Dilma Rousseff na Comissão do Impeachment no Senado. Muita gente então quis saber qual é o salário do profissional da justiça. Esse mistério foi resolvido neste domingo, 01, pelo colunista Cláudio Humberto, do site 'Diário do Poder'. De acordo com ele, o ex-Ministro da Justiça recebe hoje como salário da Advocacia-Geral da União R$ 31 mil. Mas não para por aí. Ele também é Conselheiro do Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES), onde ganha mais R$ 42,7 mil. Ou seja, por mês, Cardozo não tira menos do que R$ 73 mil brutos. 

Esse é um dos motivos para que os cargos de Ministro ou de posições importantes no governo sejam tão disputados.

Publicidade
Publicidade

Além do cargo em si, os nomes chamados por #Dilma Rousseff podem receber os chamados "jetons", uma espécie de Bônus por participar de reuniões, representando o Conselho das estatais brasileiras. Essas reuniões costumam ser mensais. Ou seja, o Ministro recebe o bônus apenas para ir à uma reunião e dar seu parecer sobre o assunto a ser discutido. No caso do BNDES, muitas vezes a análise de Cardozo é se o banco dará ou não empréstimos para empresários. 

Desde 2014, o salário mínimo dos brasileiros subiu cerca de R$ 21,5%. Nesse meio período, o salário de Cardozo no BNDES mais do que dobrou. Mas não é só ele que recebeu valores altos para exercer tal trabalho nas estatais brasileiras. O atual Ministro do Planejamento, Valdir Simão por exemplo, em outubro do ano passado, ou seja, em apenas um mês, chegou  a receber R$ 100 mil.

Publicidade

O dinheiro foi explicado porque Valdir Simão ainda tinha os bônus para receber e também ganhou uma verba de indenização pela sua saída da CGU. 

1 terço dos Ministros recebe 'boquinha'

Os bônus conhecidos como "jetons" são chamados de vantagem eventual. Por isso, eles podem ter qualquer valor, não obedecendo, portanto, o teto do funcionalismo público, que tem limite na constituição brasileira. De acordo com o colunista do Diário do Poder, atualmente, cerca de 33% dos Ministros da Presidente Dilma recebe os tais "jetons", exercendo o papel de conselheiro em empresas como os Correios e a Petrobrás. #Lula #Impeachment