Nesta sexta-feira, 27, a menina estuprada por 33 homens prestou novo depoimento na Cidade da Polícia, localizada na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Além dela, quem decidiu comparecer ao local é o ex-namorado da jovem, Raí de Souza, jogador de futebol do Boavista, tido como um dos maiores talentos do clube. Ele preferiu não falar com a imprensa. No entanto, quem chamou a atenção foi um amigo dele, que parecia se achar um 'Popstar'. Dando beijos, acenando e sorrindo, o amigo de Raí brincou e disse que ele já era mais falado no Brasil do que a Dilma. 

Raí teria negado a amigos mais próximos que tenha participado do estupro. De acordo com a menina, ela foi até à casa de Raí em um dia, acordando em outro lugar no dia seguinte.

Publicidade
Publicidade

A jovem teria sido dopada e quando acordou estava ao redor de 33 homens. Em um áudio divulgado na internet, que não teve autenticidade confirmada pela polícia, supostos traficantes dizem que o sexo foi consensual e que não teria sido a primeira vez que a adolescente teria realizado relações íntimas grupais. Ela faria o ato em troca de drogas, de acordo com o áudio. Uma mulher também fala sobre essa tese no áudio.

Mesmo que o sexo fosse consensual, ele seria considerado estupro, pois a vítima estava dopada. Nesse caso, ela é considerada incapaz de tomar qualquer decisão. A jovem nega que tenha usado drogas, mas confessa que foi viciada em entorpecentes. Ela tem um filho de três anos, mesmo tempo que se relacionava com o agora ex-namorado. No depoimento revelado pela revista Veja, a garota diz que acredita que o companheiro planejou o #Crime, pois ele suspeitaria que ela o tivesse traído. 

A Polícia Civil já identificou quatro suspeitos no crime, mas não expediu qualquer pedido de prisão, pois precisa ainda de uma prova concreta do caso.

Publicidade

Por isso, a jovem foi ao Instituto Médico Legal (IML), onde passou por perícia. Médicos do IML devem dizer se ela realmente foi estuprada. Já a quantidade de estupradores só deve ser fechada com investigações mais aprofundadas e muitos depoimentos.  #É Manchete!