O Movimento dos Trabalhadores Sem Teto foi (MTST) foi surpreendido nesta quarta-feira, 04,  com um tiro durante uma manifestação realizada na cidade de Itapecerica da Serra, no interior de São Paulo. O movimento que defende a presidente da república Dilma Rousseff viu uma de suas manifestantes baleadas. De acordo com o próprio MTST, o nome da vítima é Edilma Aparecida Vieira dos Santos, de 36 anos. O tiro teria sido dado por um homem que estava em um Corsa Preto. A bala atingiu o abdômen da manifestante, que foi levada para um hospital da região. Ainda não há informações sobre o seu estado de saúde.

Edilma era uma das 500 pessoas que participava da manifestação.

Publicidade
Publicidade

O MTST pede agora que autoridades públicas façam alguma coisa e pedem para que o dono do carro, de placa EQZ 8730, seja encontrado para dar explicações. Um boletim de ocorrência foi feito sobre o caso. Antes de ser levada para o hospital Municipal da cidade, a vítima foi atendida por uma ambulância do SAMU. Nas redes sociais, o deputado federal Jean Wyllys, do PSOL do Rio de Janeiro, disse que a atitude mostrava o fascismo que o Brasil passa. "Os discursos de ódio e de desprezo pela democracia têm consequências muito graves, que podem inclusive ser trágicas", publicou ele em uma rede social. 

Fala violenta de líder da entidade dos sem teto 

No mês retrasado, durante uma manifestação em São Paulo, o líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto, Guilherme Boulos, disse que incendiaria o país, caso o processo de #Impeachment da presidente #Dilma Rousseff.

Publicidade

A fala  do líder do movimento foi muito criticada na época, porque foi vista como um estímulo à violência. Até mesmo os representantes da esquerda pedem que esse tipo de discurso seja evitado. 

Outros episódios polêmicos

Recentemente, um casal a favor do impeachment xingou o ator José de Abreu em um restaurante japonês de São Paulo. O petista, irritado por ser chamado de "ladrão", cuspiu nos dois. Uma professora de São Paulo também fez um protesto considerado violento em São Paulo, defecando sobre uma foto do deputado federal Jair Bolsonaro, do PSC do Rio de Janeiro. #PT