O afastamento da presidente #Dilma Rousseff pelo Senado Federal é o assunto mais falado na atualidade no exterior. As notícias são as mais acessadas no momento, ultrapassando assuntos mais populares como terrorismo e as eleições primárias nos Estados Unidos.

O tabloide inglês The Guardian traz uma grande foto da presidente de perfil e cabeça baixa com os seguintes dizeres: “Dilma Rouseff é suspensa por votos do Senado. Primeira presidente mulher tem seus deveres despojados no primeiro processo de #Impeachment em 24 anos”.

O jornal norteamericano New York Times leva na sua primeira página uma foto de manifestantes comemorando em Brasília com o seguinte texto “Líder do Brasil é suspensa, tentativa do impeachment começou.

Publicidade
Publicidade

Senado brasileiro votou 55 a 22 a suspensão da presidente Dilma Rouseff. Ela é acusada de pegar dinheiro emprestado com bancos públicos para cobrir déficit”.

O periódico espanhol El País não mostra nenhuma imagem da presidente, mas lança uma imagem de senadores comemorando de mãos dadas seu afastamento e escreve: “Senado brasileiro afasta Dilma Rousseff do poder. Maioria dos senadores vota a favor do impeachment. A partir deste momento, Dilma Rousseff está fora da presidência por 180 dias, substituto é o vice Michel Temer”.

Sem golpe de estado

Apesar das alegações dos parlamentares governistas de que ocorre um golpe de estado no Brasil, a imprensa estrangeira destaca somente a votação no plenário e o seu resultado final.

A agência de notícias americana CNN noticia com uma grande foto de Dilma com um olhar cabisbaixo: “Presidente do Brasil suspensa encara tentativa de impeachment”.

Publicidade

A agência também indaga sobre o que a presidente perde e o que ela mantém.

Já a britânica BBC de Londres vem com a mesma foto do também inglês The Guardian, mas com a seguinte frase: “Dilma enfrenta acusações de manipulação das finanças e senado vota a favor da sua suspensão”.

O jornal Francês Le Monde destaca: “Dilma Roussef empurrada do poder” e traz informações sobre o tempo empregado na plenária que aprovou o afastamento da presidente Dilma. “Depois de uma maratona que durou até o início da manhã, o Senado suspendeu com 55 votos contra 22 o mandato da presidente do Brasil que passará por um processo de impeachment.

O jornal alemão Dewtschen Welle estampa na sua primeira página uma foto da presidente de cabeça baixa e escreve a respeito das acusações atribuídas a ela. “Presidente Dilma é deposta no Brasil. Chefe de estado brasileira sai do cargo provisoriamente. Senado votou 55 a 22 por uma suspensão de até 180 dias, até que improbidade oficial de Rouseff seja legalmente examinada”.

O “hermano” clarín da argentina traz com grande destaque uma foto onde Dilma com a mão na cabeça aparenta grande preocupação. “Brasil: Dilma suspensa por 180 dias e submetida a juízo político. Notificam Dilma da suspensão e comunicam Temer que deve assumir”. #Crise no Brasil