O novo modelo de placas para veículos aprovado e já sendo implantado, desde do mês de abril, na Argentina, traz o logotipo do mercado comum da  América do Sul (Mercosul) do lado esquerdo, e, do lado direito, a bandeira do país.

A Resolução do Conselho Nacional de Trânsito - Contran - lembra que o novo sistema de identificação de placas dos veículos que transitam pelo território das nações integrantes do Mercosul devem ser uniformizados. Segundo informação divulgada pelo órgão de regulação brasileiro, o país deve adotar o modelo até início do próximo ano. O texto com a determinação foi publicado em Diário Oficial da União nesta sexta-feira (27).

Publicidade
Publicidade

Segundo o texto da Resolução nº 33/14, a adoção do novo modelo segue alguns trâmites para entrar em vigor no Brasil, tais como o registro no órgão ou entidade executiva do Distrito Federal e Estados da União.

Novas informações com a "Placa Mercosul"

Com a determinação conferida pelo Contran, dando prazo limite para substituição de todas as placas de veículos em circulação no país até 31 de dezembro de 2020, o Brasil passa a seguir a resolução, que já está em andamento em países como a Argentina. Vale lembrar que, no Brasil, os veículos novos já serão regularizados de forma automática, no momento do licenciamento, com o novo sistema de placas a partir de janeiro de 2017.

Além da bandeira brasileira, no lado direito da placa, que deverá ter fundo branco com uma margem superior na cor azul, a mesma apresentará o logotipo do bloco Mercosul ao lado do nome do Brasil ao centro.

Publicidade

Outra mudança será o número e a conformação dos caracteres alfanuméricos, no layout da nova placa, que passará a apresentar sete caracteres dispostos em alto relevo e aleatórios na traseira e dianteira do veículo, fornecidos pelos Departamento Nacional de Trânsito.

Como o nome do país em que os veículos trafegam dentro do continente sul-americano passa a ser obrigatório, na margem azul da parte superior dessas placas, os nomes das cidades e dos estados estarão agora na lateral direita, acompanhados dos respectivos brasões, assim como acontece no bloco da União Europeia. #Automobilismo #Governo #Legislação