A adolescente de 16 anos que foi estuprada por 33 homens, na Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro, deu entrevista ao repórter Roberto Cabrini do SBT. A entrevista, que vai ao ar nesse domingo, (29), traz revelações que ainda não foram detalhadas para o público. Pelo menos, é a promessa do Conexão Repórter, programa do SBT famoso por sempre trazer revelações sobre diversos assuntos no Brasil. Na matéria, Cabrini mostra que foi até à favela onde a jovem mora, conhecida como favela do Barão, localizada na zona oeste do Rio, no mesmo local onde o episódio aconteceu.

Na reportagem, Cabrini conta que a favela é um tanto ou quanto perigosa, há tensão permanente e até mesmo a polícia, muitas vezes, tem medo de entrar para fazer rondas ou até mesmo fazer a segurança dos populares que ali residem.

Publicidade
Publicidade

O Conexão Repórter do SBT começa logo depois do Programa do Sílvio Santos.

“A jovem de 16 anos, mora nesse apartamento de classe média em Jacarepaguá, na zona oeste do Rio de Janeiro - conta Roberto Cabrini, na sala do apartamento onde a jovem reside, logo no início da entrevista – com a autorização de sua mãe, ela me contou em detalhes o que aconteceu naquela madrugada de domingo”, iniciou o repórter do SBT.

Em sua primeira fala, a jovem conta que saiu de casa no domingo e se encontrou com o seu ex-namorado. Ela disse que, ao chegar na residência dele, momentos depois, foi dormir e, a partir daí, não se recorda de quase nada. “Nisso que eu dormi eu acordei em outra casa, com um flash assim no meu rosto" – revela a garota, olhando nos olhos de Cabrini – "aí eu dormi de novo. Aí quando eu acordei a luz tava acesa e um montão de gente em cima de mim.

Publicidade

Tipo assim, 33 homens. Eu contei”, disse a garota, claramente constrangida ao pensar novamente em tudo o que aconteceu naquele dia de domingo.

Ainda na entrevista, a jovem conta que se sente triste por ver muitas pessoas dizendo que tudo o que aconteceu foi porque ela quis. A adolescente cita que algumas pessoas têm afirmado que isso tudo aconteceu porque ela gosta, porque ela usa roupa curta e outras explicações que deixaram até mesmo o próprio Cabrini boquiaberto. #Crime #Violência