O caso da garota que foi estuprada por mais de trinta homens na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro está repercutindo não só no Brasil, mas também na imprensa internacional. Jornais de todo o mundo passaram a veicular a notícia, comentando com indignação o fato.

No jornal "The Times of India", os jornalistas compararam o ocorrido no Brasil a um caso que aconteceu em 2012 na cidade de Nova Délhi. Naquela ocasião, uma vítima foi estuprada dentro de um ônibus e o #Crime resultou na morte da garota. O caso também chocou o país e ficou conhecido em todo o mundo, trazendo muita vergonha para a Índia. O jornal faz questão de lembrar que isso acontece a dois meses do início das Olimpíadas, deixando um clima de insegurança para os turistas.

Publicidade
Publicidade

O jornal também comenta que casos assim não são inteiramente raros no ambiente da favela carioca. No entanto, afirma que a brutalidade deste incidente deixou toda a população chocada e fez com que uma campanha se iniciasse nas redes sociais. Em muito pouco tempo, a hashtag #estupro ficou em primeiro lugar no Twitter. As pessoas estão pedindo por uma punição mais rápida e mais dura aos responsáveis pelo crime. Até o momento, a polícia só foi capaz de identificar quatro suspeitos.

A publicação inglesa "BBC News" também comentou o caso e disse que o crime chocou todo o país, provocando uma reação em massa nas redes sociais contra a cultura do estupro. Até o momento, muitas pessoas já aderem à campanha trocando as fotos de perfil de seus Facebook. A Organização das Nações Unidas, que se preocupa em combater crimes do tipo, já se pronunciou e condenou as imagens divulgadas na internet.

Publicidade

Outra publicação inglesa se concentra no fato de a polícia estar investigando os suspeitos e na informação de que um dos acusados é o namorado da moça.

O jornal espanhol El País disse que mais de 800 denúncias foram feitas pela sociedade ao Ministério Público. isso aconteceu logo depois da divulgação das imagens que tanto chocaram as pessoas no Twitter. Outro caso aberrante foi lembrado pela publicação. O das meninas que sofreram abuso no estado do Piauí por um grupo de menores de idade. #Violência #Casos de polícia