Com a chegada do novo presidente interino do Brasil, muitas foram as especulações em várias áreas do governo federal. Uma delas, o Ministério do Esporte, é uma das que mais se tem expectativas por parte dos organizadores dos Jogos Olímpicos da cidade do Rio de Janeiro 2016. O Comitê Olímpico Internacional vê com bons olhos a chegada do novo governo federal, e vai além, a expectativa por parte do COI é que Michel Temer articule ações que beneficiem ainda mais as ações da Rio 2016, pois de acordo com os organizadores, o governo Dilma havia ‘amarrado’ algumas situações que teriam impedido o andamento das obras e planejamentos.

Ontem (12) o próprio presidente interino, Michel Temer, havia dado entrevista coletiva afirmando que dará total atenção e apoio aos organizadores dos jogos Olímpicos.

Publicidade
Publicidade

Isso agradou ao COI que, através do presidente Thomas Bach, afirmou que vai fazer o possível para trabalhar de mãos dadas com o novo governo interino do Brasil: “Queremos trabalhar com o novo governo para realizar uma Olimpíada de sucesso no Rio”, disse o presidente em entrevista no dia de ontem, mesma data em que Michel Temer havia feito sua primeira entrevista coletiva como o novo presidente da república, de forma interina.

De acordo com Bach, a execução dos procedimentos envolvendo a Rio 2016 entra agora em um estágio operacional e vai precisar que todos os envolvidos no projeto consolidado da Olimpíada do Rio de Janeiro estejam em consonância, principalmente com relação ao governo federal. O presidente afirmou também que a partir desse momento, tempo em que restam menos de três meses para o início dos Jogos, os problemas diminuirão e não farão mais o mesmo efeito que teriam feito há um tempo atrás.

Publicidade

Os Jogos entram agora numa fase muito operacional – conta o presidente do COI – problemas como esse têm uma influência muito menor que em outros estágios da organização dos Jogos”, confirmou o presidente Bach. O chefe do Comitê temia que a presidente Dilma participasse da abertura dos Jogos no estádio do Maracanã e fosse vaiada pelo público presente, da mesma forma que aconteceu na Copa do Mundo de Futebol do ano de 2014, ele disse que isso poderia ofuscar o brilho dos Jogos e tirar a atenção das pessoas da abertura do evento. No entanto, Temer já confirmou que vai abrir os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. #Rio2016