A presidente afastada #Dilma Rousseff continua sendo um dos assuntos principais assuntos da mídia internacional. Neste sábado, 21, por exemplo, ela foi satirizada pelo programa humorístico 'Saturday Night Live', uma das mais tradicionais atrações da televisão americana. A homenagem às avessas aconteceu durante o quadro 'Weekend Update'. Nele, a petista foi interpretada por Maya Rudolph. Ela fez um penteado bem parecido com o que Rousseff usa. A roupa escolhida, no entanto, não foi o tradicional vermelho do Partido dos Trabalhadores (PT), mas o azul.

Dilma é interpretada com um charuto cubado e um drinque tropical. A atriz arrasta um sotaque extremamente espanhol para fazer a presidente brasileira.

Publicidade
Publicidade

No quadro, Dilma diz que está muito feliz por enfim ter se aposentado. O apresentador até questiona tamanha felicidade, lembrando dos problemas do Brasil e que ela passa por um processo de impeachment, que pode terminar com sua saída do poder. No dia 12 de maio, no Senado, 55 Congressistas preferiram por afastar a companheira política do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. 

Eu me sinto ótima! É minha aposentadoria!“, diz a comediante que se passa pela presidente. Em outro momento, a triz que faz a líder governamental afastada disse que estava cansada de tantos problemas, lembrando do Zika Vírus, da economia em recessão e dos rios que estavam cheios de lixo às vésperas das olimpíadas. Nas redes sociais, muitos brasileiros fãs do programa se empolgaram com o quadro. "Dilma sendo esculachada em um dos principais programas americanos.

Publicidade

Ela é nossa vergonha nacional", publicou um internauta. 

Veja abaixo o vídeo que está provocando grande polêmica:

Neste fim de semana, Dilma participou de um evento com aliados em Belo Horizonte, Minas Gerais. No local, ela voltou a dizer que irá resistir e que está sendo vítima de um golpe de estado. A petista acusou ainda o presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha, do PMDB, de ser o chefe do "golpe". Já sobre Michel Temer ela o nomeou de "conspirador".