Uma delação premiada feita pelo Senador Delcídio do Amaral, atualmente sem partido, ainda continua gerando grande repercussão na internet. O ex-líder do Partido dos Trabalhadores (PT) deu um dos depoimentos que está sendo usado pelo procurador-geral da república, Rodrigo Janot, que solicita ao Supremo Tribunal Federal (STF) abertura de inquérito contra a presidente #Dilma Rousseff. Ele argumenta que existem indícios que a petista, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, teriam atuado para obstruir a maior investigação já realizada para averiguar a corrupção no Brasil, a Lava Jato. 

Em uma das conversas em que tenta provar que Dilma realmente tentou impedir a Lava Jato, Delcídio diz que a presidente se reuniu com o presidente do Supremo Ricardo Lewandowski.

Publicidade
Publicidade

O objetivo dela teria sido poupar alguns réus da apuração comandada pelo juiz federal Sérgio Moro. O encontro suspeito teria ocorrido em Portugal.  Além da presidente e do Ministro, quem tambpem estaria no encontro é o ex-Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. Rousseff disse nessa semana que as delações de Delcídio estão sem credibilidade e que ele seria compulsivo por mentir. No entanto, a deleção do Congressista, que pode perder o mandato (está tramitando a cassação), acabou sendo vista como um fato de extrema gravidade. 

Já sobre Lula, Delcídio disse que o ex-presidente teria atuado para agir de forma direta e indireta para interromper a Lava Jato. O Senador diz ainda que o petista teria grande conhecimento do propinoduto e que se reuniu com ele diversas vezes. Em muitos desses encontros, o petista teria mandado pagar um "cala boca" para Nestor Cerveró.

Publicidade

Essa denúncia foi negada por Lula. 

Não há um período limite para que o Supremo decida se Dilma e outros nomes vão ter um inquérito contra eles aberto. No entanto, a expectativa é que isso ocorra apenas depois do dia 11 de maio, quando será votado o processo de #Impeachment dela no Senado, ainda na questão do afastamento. Para que isso ocorra são necessários 41 votos.