Nesta terça-feira, 03, estudantes e movimentos sociais decidiram ocupar a Assembleia Legislativa de São Paulo contra a "mafia da merenda", solicitando que os deputados estaduais trabalhem em cima da questão. Os manifestantes querem que os políticos abram uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI). Apoiando o grupo, estava o deputado João Paulo Rillo, filiado ao Partido dos Trabalhadores (#PT). No meio da confusão, irritado, ele deu um forte empurrão em um dos policiais militares que foi chamado para conter a confusão. A agressão é tão forte que colegas do policial precisam segurá-lo e também contê-lo, evitando que ele revidasse no político. 

Incentivo à invasão da assembleia legislativa de São Paulo

O apoio do deputado ao grupo pode ser evidenciado por uma mensagem que ele publicou no fim da noite.

Publicidade
Publicidade

Ele não comenta em nenhum momento o empurrão dado no policial. No entanto, publicou diversos vídeos da invasão em si. "O governo de Geraldo Alckmin tem usado reincidentemente a força policial contra estudantes e manifestantes em atos sobre a Máfia da Merenda e o Cartel do Metrô e dos trens, ferindo princípios democráticos e ameaçando o Estado democrático de direto", publicou ele a crítica na rede social. Até mesmo seguidores do petista criticaram a postura agressiva do deputado.

Críticas na internet evidenciam revolta após ataque a PM

Um deles escreveu o seguinte: "Nobre deputado, nada justifica o senhor fazer isso, somente está trocando um erro por outro...imagina se milhões de brasileiros que saíram às ruas para pedir a saída da presidente resolve tomar essa mesma atitude? O Senhor deveria ser o exemplo....lamentável!".

Publicidade

Outro também não gostou do fato de João Paulo Rillo ter "esquecido" do empurrão dado ao agente da lei. "Por que o sr não colocou o empurrão no PM?? Não sou petista, nem peemedebista nem partido nenhum, sou a favor da educação, ordem, e o sr deveria ser exemplo, mas conto com vossa educação e sensatez da próxima!! Abraço João Paulo Rillo".  

Veja abaixo o vídeo com o momento do empurrão:

#Dilma Rousseff