Samira Bueno, cientista social da ONG Fórum Brasileiro de Segurança Pública afirmou que caso de menina de 16 anos que foi estuprada por 33 homens no último sábado no Rio de Janeiro é o mais grave que já aconteceu no Brasil. A ONG é conhecida por fazer estatísticas e análises sobre a violência nacional.

De acordo com a cientista, o mais grave caso ocorrido no Brasil até agora havia sido o das quatro meninas que aconteceu no Piauí. Para ela, o mais chocante no caso da menina de 16 anos do Rio, que é mãe de criança de 3 anos de idade, é que havia mais de 30 homens presentes, porém nenhum tentou impedir que a barbaridade acontecesse e ainda postaram vídeo na rede social, simbolizando o "orgulho" pelo que haviam acabado de fazer.

Publicidade
Publicidade

Ela explica que isso acontece por causa da cultura de violência e que o estupro está diretamente ligado à misoginia e ao machismo, que faz com que homens acreditem que podem ferir uma mulher.

O último caso aconteceu em comunidade da Zona Oeste do Rio de Janeiro, mas as estatísticas da ONG mostra que mulheres de todas as raças e classes sociais sofrem com estupro. Ainda assim, as mulheres negras são as principais vítimas letais. Para completar, uma mulher a cada 11 minutos é estuprada no Brasil, de acordo com a ONG. O medo faz com que apenas 30% a 35% dos casos ocorridos sejam registrados, por isso talvez aconteçam um estupro por minuto. Em 2014, mais de 47 mil brasileiras foram estupradas; destas, quase 6 mil casos aconteceram no Rio de Janeiro.

Dados da Secretaria de Segurança do Rio de Janeiro afirma que houve pouco mais de 500 queixas de estupro na cidade em 2016, até agora.

Publicidade

Esse número é 24% menor do que o registrado entre janeiro e maio de 2015: 670 casos. Das 507 queixas de 2016, 20 delas ocorreram em Praça Seca, onde a menina de 16 anos foi estuprada por 33 homens. O caso aconteceu na madrugada de sábado para o domingo e ela voltou para casa apenas na terça, mas não contou para a família sobre o que havia acontecido. Sua família só tomou conhecimento sobre o caso após as imagens e vídeos serem divulgadas na internet.

Saiba mais

Homem que participou de estupro de menina no Rio é jogador do time Boavista

Polícia pede a prisão de 4 suspeitos de estupro coletivo no RJ; confira os nomes #Casos de polícia