Até às 20h30 desta sexta-feira, 27, o perfil da adolescente de 16 anos estuprada por mais de 30 homens já tinha recebido mais de 101 mil seguidores no Facebook. Não revelaremos o nome da jovem a pedido da polícia. Ela passou todo o dia dando entrevistas para jornalistas e programas de televisão, como para o jornal 'O Globo' e para  o jornalista Roberto Cabrini, do 'Conexão Repórter', do SBT. Na foto de perfil, ela aderiu à campanha "Eu sou contra a Cultura do estupro". Já na imagem de capa, ela exibe com orgulho a foto do filho, um garoto de 13 anos. Mesmo após a enorme repercussão do caso, a jovem continua usando a rede social e agradecendo o apoio que tem recebido de milhares de internautas.

Publicidade
Publicidade

"Pensei que seria julgada mal", escreveu ela.

No fim da noite, a jovem foi novamente à Cidade da Polícia conversar com investigadores que estão cuidando do caso. Eles farão novas perguntas e querem saber se ela consegue identificar os quatro suspeitos do #Crime até então. A informação sobre o crime girou o mundo e instituições pediram que o Brasil não deixasse a "barbárie" impune. A família só descobriu o estupro coletivo na quarta-feira, 26, após a divulgação de imagens de um vídeo no Twitter. Nele, um homem exibe a parte íntima da vítima toda sangrando e zomba do que aconteceu com ela. Esse rapaz em questão foi auxiliar de câmera dos estúdios Globo. Ele foi desligado da função no ano passado. O homem foi identificado como Raphael. 

Outro acusado do crime é Lucas, jogador de futebol do BoaVista.

Publicidade

Ele alega que viu a jovem pela última vez dois dias antes do crime. O Ministro da Justiça, a presidente afastada Dilma Rousseff, o presidente em exercício Michel Temer, a Organização das Nações Unidas, a Ordem dos Advogados do Brasil, além de políticos, personalidades e famosos comentaram o caso que chegou a ser comparado com um estupro que aconteceu no ano de 2012, na Índia, quando uma estudante foi violentada em um ônibus em movimento. Ela não superou os ferimentos com a ação e acabou morrendo dias depois. #É Manchete!