O Brasil vive uma das maiores crises econômicas e políticas da histórias recente. Por conta disso, muitos protestos foram realizados por famosos e anônimos nos últimos tempos. Um dos que chamou mais atenção foi justamente com a troca presidencial. Na semana passada, Dilma Rousseff foi afastada e em seu lugar entrou o presidente em exercício Michel Temer. Ele fez muitas mudanças assim que chegou ao poder, como por exemplo, a extinção de diversos Ministérios. Entre eles estão alguns de super relevância, como o da previdência, que se uniu ao da Fazenda, além do da Cultura, que agora faz parte do da educação.

Foi justamente esse último que gerou muito barulho na imprensa.

Publicidade
Publicidade

Neste início de semana, por exemplo, um grupo de artistas brasileiros decidiu aliar a extinção do Ministério com o argumento utilizado por Dilma, no qual ela diz que existe um "golpe parlamentar" no país. No Festival de Cannes, na França, nomes como Sônia Braga, exibiram cartazes contra o atual presidente. Em mensagens escritas em francês e inglês, eles pediam a atenção da imprensa internacional. O protesto aconteceu minutos antes de uma exibição de gala do filme 'Aquarius', que pode ser a primeira película brasileira a ganhar a Palma de Ouro nos últimos anos.

Além de Sônia Braga, outros atores famosos estavam nos protestos, como Marve Jinkings e Humberto Carrão. O que talvez os artistas não esperassem fosse que a mídia começasse a investigar projetos de captação nos quais eles participaram.

Publicidade

Nesta quinta-feira, 19, por exemplo, o TV Foco publicou uma reportagem que mostra que o próprio filme 'Aquarius' teve quase R$ 3 milhões do governo para ser rodado. O benefício veio através de captação de recursos legais, tudo dentro da lei. Desse dinheiro, por exemplo, praticamente R$ 1 milhão veio do Banco Nacional de Desenvolvimento, o BNDES.

“Valor captado pelos produtores do filme #‎AQUARIUS dos cofres públicos.O patrocínio é para eles, mas a conta é nossa!#BoicoteAquarius‬”, publicou a polêmica jornalista Rachel Sheherazade em uma rede social.  #PT #Dilma Rousseff #Impeachment