O deputado federal Marco Feliciano, do PSC de São Paulo, é um dos mais polêmicos parlamentares do país. Nesta terça-feira, 17, ele gravou um polêmico vídeo em que manda os parabéns para o presidente em exercício Michel Temer, do PMDB. A comemoração de Feliciano se dá em torno das mudanças que o peemedebista decidiu fazer nesse início de governo. Uma delas, que gerou grande polêmica é justamente o Ministério da Cultura, que tem gerado crítica entre artistas como Wagner Moura, Letícia Sabatella e Fernanda Montenegro.

Marco começa a publicação que está dividindo opiniões no Youtube dizendo que quer aplaudir as ações de Michel Temer, que estaria conseguindo substituir muito bem a presidente afastada Dilma Rousseff. No vídeo, o deputado ainda critica quem não está feliz pela extinção da pasta da cultura.

Publicidade
Publicidade

É justamente neste momento que ele protagoniza o momento mais polêmico da publicação. "Vocês que estão tristes com o fechamento do Ministério da Cultura, procurem o Ministério do Trabalho. Vá arrumar o que fazer", solicitou o parlamentar que não é muito amada entre alguns grupos, como os dos homossexuais. 

Feliciano ainda pediu que os artistas não "sugassem nas tetas do governo", fazendo assim que fosse possível deixar o Brasil seguir adiante. O parlamentar ainda minimizou o fato de no governo não existirem mulheres e negros no comando dos Ministérios. Ele disse que isso não deveria causar uma preocupação entre as pessoas, pois na era do Partido dos Trabalhadores (PT) homens, mesmo não tendo vagina, eram chamados de mulheres. 

Veja abaixo o polêmico vídeo:

A opinião do polêmico parlamentar gerou a revolta de boa parte dos internautas.

Publicidade

"Um deputado que se diz religioso e usa o seu espaço para disseminar o ódio, ao invés de propor coisas que sejam realmente boas para quem precisa", comentou um não eleitor do representante do PSC, que emendou: "não votei em você e repudio muito quem vota". E você, concorda ou repudias as opiniões expressadas por Feliciano? Deixe o seu comentário e compartilhe o assunto com seus amigos.  #Dilma Rousseff #É Manchete!