O ex-ator de filmes pornográficos e apresentador de televisão, Alexandre Frota, anunciou que entrará com tudo na carreira política. Depois de chegar a protocolar o pedido de abertura de impeachment contra a presidente da república Dilma Rousseff, o ex-integrante do grupo 'Brasileirinhas' teve nesta quarta-feira, 25, uma reunião com o Ministro da Educação, Mendonça Filho. Na conversa, ele pediu que o líder do #Governo do presidente interino Michel Temer proibisse partidarismo nas escolas brasileiras. Em nota, o Ministério disse que não tem preconceito e que respeita a diversidade brasileira, estando disposto ao diálogo aos mais diversos tipos de grupos.

Publicidade
Publicidade

Além do profissional da dramaturgia, que deve se candidatar a vereador pelo PSC de São Paulo, também estava na reunião o grupo 'Revoltados Online', que ajudou a propagar críticas contra Dilma Rousseff na internet. 

Mais tarde, nas redes sociais, Frota avisou que também fez uma "visitinha" a Marcelo Calero, novo Ministro da Cultura. Ele brincou dizendo que Calero estava acostumado a receber artistas da esquerda, mas que também precisava receber os da direita. Alexandre Frota ainda fez acusações contra o cantor Tico Santa Cruz, líder da banda 'Detonautas', que segundo o ex-ator pornô, teria recebido benefícios irregulares da Lei Rouanet, que beneficia artistas e seus projetos. Alexandre revelou que atuará na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Lei Rouanet e que poderá, inclusive, fazer perguntas.

Publicidade

Frota brincou dizendo que o destino colocará a pergunta dele para Tico Santa Cruz e avisou que ele não ia mais mamar nas tetas do governo. Em outro momento, o ator disse que Marcelo Calero estava acostumado a falar com gente boa de cuspe, citando o ator José de Abreu e o deputado federal Jean Wyllys, eleito pelo PSOL do Rio de Janeiro. Já Tico Santa Cruz, segundo Frota, seria bom de língua. Ele ainda citou brevemente o episódio que ocorreu na terça-feira, 24, na Comissão da Cultura da Câmara, quando Tico estendeu um cartaz de "Golpista" para Feliciano (PSC - SP). #PT