No sábado (21), uma adolescente de 16 anos moradora da Zona Oeste do Rio, foi estuprada por 33 homens em uma comunidade. Em depoimento, ela disse que foi visitar o namorado, Lucas Perdomo Duarte, com quem ela já havia se relacionado por três anos. Ela disse que só se lembra de estar a sós com ele naquela noite e depois de acordar no domingo cercada pelos agressores.

A vítima disse ter sido dopada e que acordou nua na manhã seguinte na companhia de 33 homens armados com fuzis e pistolas. Disse que foi ajudada por amigos, pegou uma roupa que estava no local, vestiu-se e foi para casa.

Na terça (24), a jovem voltou à comunidade para resgatar o seu celular.

Publicidade
Publicidade

Ela não conseguiu e foi levada para casa por um agente comunitário. A família dela só foi saber do estupro na quinta (26).

Em uma entrevista concedida à Globo, a jovem revelou detalhes da agressão: “Queria que eles esperassem pela justiça de Deus. Me sinto um lixo!”. Ela ainda afirmou que chegou a ser enforcada e só pensava em sair dali com vida.

Nas redes sociais e em especial pelo Facebook, fotos da vítima e até a sua página pessoal vazaram e se espalharam pelas redes sociais. Em uma das publicações, o autor divulgou imagens da jovem com a seguinte legenda: “Tire suas conclusões”, como se fosse a explicação para o #Crime que aconteceu no sábado (21).

Em sua página pessoal no Facebook, a jovem fez um agradecimento ao apoio de muitos que se sensibilizaram com sua dor e sofrimento: “Venho comunicar que roubaram meu telefone e obrigada pelo apoio de todos. Realmente pensei que seria julgada mal”. 

A ONU, em nota, pediu para que a revitimização das meninas que são estupradas não ocorra, isso por ser um crime sem explicações, ou seja, não existe motivo para que uma mulher seja agredida sexualmente ou de qualquer outra forma.

Publicidade

Já o presidente da república, Michel Temer, anunciou um novo departamento na PF, que terá espaço no Ministério da Justiça para combater a violência contra mulheres. Temer se mostrou indignado e repudiou o crime ocorrido com a jovem do Rio. #Internet #Casos de polícia