O prédio do Ministério da Agricultura, em Brasília, precisou ser esvaziada na manhã desta quarta-feira, 04, por conta de uma ameaça de uma possível bomba no local. Quem chefia a pasta é Kátia Abreu, Senadora que se licenciou do cargo para virar Ministro. De acordo com as primeiras informações, dadas pela Rádio Band News, os servidores federais e demais funcionários já deixaram o edifício. Por conta da ameaça,  o esquadrão antibombas foi chamado e já está no local procurando possíveis objetos que possam ser explosivos ou atentar para a vida de quem trabalha no Ministério da Fazenda. O prédio já foi isolado.

Esse tipo de ameaça já era relativamente comum no passado, mas desde que a crise política começou a se acentuar, os casos vem aumentado.

Publicidade
Publicidade

É o segundo só nesta semana. Até o fechamento desta reportagem, ninguém sabia dizer onde estava a Ministra da agricultura na hora da ameaça de bomba. Um fonte da Blasting News, no entanto, que todos que estavam no prédio foram retirados, até o alto escalão. A fonte, no entanto, não viu Kátia no local. 

Kátia Abreu foi um dos três nomes escolhidos para defender a presidente #Dilma Rousseff na Comissão do Senado Federal. Ela fez isso ao lado do advogado-geral da união, José Eduardo Cardozo, e do Ministro da Fazenda, Nelson Barbosa. Dentre os argumentos utilizados por Kátia para defender Dilma, ela utilizou a tese de que a líder petista não cometeu os crimes de responsabilidade fiscal a que é acusada. Ela também decidiu usar o "mantra" petista, relatando que o processo de impedimento é um "golpe".

Publicidade

A palavra já foi utilizada por Dilma até em entrevistas dadas no exterior.

Lembrando que nesta terça-feira, 03, o procurador geral da república, Rodrigo Janot, solicitou ao Supremo Tribunal Federal (STF) que abra um inquérito contra Dilma, Lula e José Eduardo Cardozo por eles terem obstruído as investigações da Lava Jato. O caso só pode ser apurado com autorização da Suprema corte pois envolve a presidente, que tem foro privilegiado. Não há prazo para a aceitação ou negação do pedido.  #Impeachment