Uma discussão entre vizinhas, por um motivo banal, acabou em morte no interior de Minas Gerais.

De acordo com o Jornal Super Notícias, o corte de um galho de rosa, foi o suficiente para causar uma tragédia, saibam de todos os detalhes neste artigo.

Como o crime aconteceu

O assassinato aconteceu no interior de Minas Gerais, na cidade de Bom Jesus do Galho, na região do Rio Doce. Segundo as informações dadas pelo tenente da Polícia Militar, Reginaldo Faria, o #Crime aconteceu na última terça-feira (17), no distrito de Revés de Belém.

A suspeita de cometer o assassinato desapareceu logo após o ocorrido, e até esta quinta-feira (19), ainda não tinha sido localizada.

Publicidade
Publicidade

O tenente afirmou que de acordo com algumas testemunhas, a motivação do crime foi a poda de um galho de rosa, que ficava na cerca que separava as casas das famílias.

Segundo os vizinhos, Tereza Maria de Andrade, de 38 anos, ficou muito irritada com o corte do galho da roseira e resolveu tirar satisfações com a mulher de 28 anos, moradora da casa ao lado.

A mulher irritada com as ofensas de Tereza Maria, pegou um espeto de churrasco e partiu para as agressões, que acabaram em morte.

Socorrida por populares

Tereza Maria, chegou a ser socorrida por populares da região e encaminhada para o Hospital Márcio Cunho, localizado na cidade de Ipatinga. Infelizmente a vítima não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. Depois de cometer o crime a mulher empreendeu fuga com o marido em uma moto. 

Paradeiro da suspeita pelo assassinato

A Polícia Militar começou a fazer as buscas pela suspeita e seu companheiro na região, mas eles não foram encontrados.

Publicidade

Diligências foram feitas nas casas de parentes da jovem e de seu marido, na cidade de Santana do Paraíso, mas não obtiveram sucesso. Informações de que a jovem poderia ter fugido para a casa de um tio em Belo Horizonte, estão sendo investigadas.

Os ônibus que partiram de Ipatinga, com destino a Belo Horizonte, foram averiguados pela PM ao chegarem na capital mineira, porém a mulher não foi localizada. As buscas por informações sobre o paradeiro da suspeita continuam sendo feitas.

Problemas psiquiátricos

Segundo a família de Teresa Maria, ela tinha problemas psiquiátricos e todos os vizinhos sabiam disso. A vítima foi enterrada nesta quarta-feira (18). A mulher que cometeu o assassinato não tinha antecedentes criminais. A Polícia Civil de Bom Jesus do Galho, ficou responsável pela continuidade das investigações. #Investigação Criminal #Casos de polícia