O jogador de futebol Lucas é suspeito de envolvimento no caso que chocou o país, quando mais de 30 homens estupraram uma menina de 16 anos. Eles ainda gravaram um vídeo que posteriormente foi publicado no Twitter. A garota aparece nua, com as partes íntimas à mostra e os homens debochando dela.

A princípio os usuários do Twitter denunciaram o perfil de quem divulgou o vídeo e ele teve sua conta suspensa, mas a polícia foi acionada e logo começou a investigar o caso. Logo a polícia conseguiu chegar a 4 dos envolvidos, sendo que um deles, o jogador Lucas, é namorado da menor.

Eduardo Antes, advogado do acusado, afirmou que seu cliente é inocente e que não teve relação nenhuma com o #Crime.

Publicidade
Publicidade

O namorado da jovem violentada reafirmou que é inocente e que não houve estupro.

O advogado do acusado alega que no momento do crime ele não estava no local, que é frequentado por vários jovens interessados em manter relação sexual. O advogado contou que Lucas até esteve no imóvel onde o crime aconteceu, mas ele foi com o Raí e mais duas meninas. "Raí" está sendo apontado como a pessoa que gravou o vídeo e ele também foi à delegacia dar seu depoimento.

Os dois casais tiveram relações sexuais e foi tudo consentido e  Lucas teve intimidade com a segunda menina, enquanto  Raí teve relação com a jovem que posteriormente foi estuprada. Depois do relacionamento, Lucas deixou o local e a garota quis ficar e ele garante que até esse momento não aconteceu nada demais.

Ainda de acordo com o advogado do jogador, foi Raí quem gravou o vídeo com a menina sendo estuprada e depois compartilhou com um amigo, que divulgou as imagens na redes sociais, sendo que dessa forma, Lucas não tem nenhum tipo de envolvimento com o crime.

Publicidade

Agora polícia terá que fazer novas investigações, porque de acordo com a jovem estuprada, ela foi dopada na sexta-feira e só acordou no domingo com mais de 30 homens armados a violentando, ou seja, de acordo com essa história ela foi levada para o local quando ainda estava desacordada.

Já pela versão de Lucas, ela foi para lá ciente, consentiu na relação e depois é que o estupro teria acontecido. São histórias que não se encaixam e a polícia vai continuar ouvindo os envolvidos para tentar descobrir o que de fato aconteceu naquele dia. #Internet #Casos de polícia