Após ser xingado e cuspir em um casal que jantava em um restaurante japonês de São Paulo, o ator José de Abreu tem sido vítima de represálias por conta de sua atuação política. De acordo com informações da jornalista Patrícia Kogut em reportagem publicada nesta quarta-feira, 04, hackers acabaram descobrindo o número telefônico do ator, que é assumidamente um dos defensores do Partido dos Trabalhadores (PT). De acordo com a repórter do jornal 'O Globo', após a descoberta, um grupo radical está fazendo trotes e ameaças ao aliado do ex-presidente da república Luiz Inácio Lula da Silva e da presidente #Dilma Rousseff.

Na noite desta terça-feira, 03, após o procurador geral da república, Rodrigo Janot, solicitar que Lula e Dilma tivessem um inquérito aberto pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por obstruírem investigações do juiz federal Sérgio Moro no âmbito da Lava Jato, Zé começou a receber inúmeras mensagens de ameaça na internet.

Publicidade
Publicidade

Minutos depois, ele decidiu suspender seu perfil oficial no Twitter. Até às 11h30 da manhã desta quarta, Abreu ainda não tinha retomado a conta. Recentemente, em entrevista ao jornal Extra, ele contou que recebe até ameaças de morte por conta de sua posição política.

No último domingo,  1º de maio, Dia do Trabalhador, o casal que xingou Zé e foi cuspido por ele, decidiu enviar uma nota ao programa de Fausto Silva na TV Globo, que uma semana antes recebeu Abreu para falar sobre o lamentável episódio. De acordo com o casal, a atitude do ator é repugnante e vai contra aos princípios da civilização moderna. Abreu argumentou no Faustão que foi chamado de ladrão e ouviu sua esposa sendo xingada de "vagabunda", explicando sobre o porquê que teria cuspido no casal. Já o advogado e a publicitária cuspidos dizem que querem virar a página. 

Na internet, Abreu chegou a chamar os dois de "fascistas" e que entraria com um processo contra eles.

Publicidade

Ele também compartilhou supostos boatos relativos aos dois, como o de que eles pudessem ser amantes, informação que foi negada posteriormente.  #PT