A Baia de Guanabara está sendo constantemente criticada pela poluição. A crítica vem porque ela será sede de várias provas aquáticas durante os Jogos Olímpicos 2016, e sua poluição ligada ao fato de sediar esses eventos vira pauta constantemente na mídia internacional.

Na última sexta-feira (06), o New York Times publicou artigo comentando as condições da Baia de Guanabara. O texto foi escrito por Lynne Cox, ex-nadadora; ela disse que o local, e também a praia de Copacabana, são de alto índice de poluição. 

Ela relembra que triatletas, nadadores de maratonas e velejadores precisarão entrar em contato com as águas "altamente poluídas" da praia de Copacabana e da Baia de Guanabara.

Publicidade
Publicidade

De acordo com ela, os atletas que entrarem em contato com a água desses locais têm "alta probabilidade" de adoecerem. Lynne fala que membros da delegação juvenil dos Estados Unidos apresentou sintomas virais, diarreia e vômito após treinarem nas proximidades e considera que isso ocorreu após mero "contato incidental", então triatletas e nadadores de maratonas, que ingerem a água, estão sujeitos a consequências "fatais".

Lynne disse que já passou por algo parecido na época que competia; ela disse que sofreu de problemas intestinais após nadar no Rio Nilo. em meio a cachorros mortos, dejetos de esgoto e ratos apodrecidos. Na época, ela precisou ser hospitalizada e no hospital recebeu a informação que estava desidratada por não ter ingerido água durante a prova. Ela relembra que poderia ter morrido. 

A ex-nadadora disse estar preocupada que os atletas e seus treinadores não estejam bem informados sobre todos esses riscos.

Publicidade

Ela lembrou que o esgoto da área metropolitana da cidade conseguiria encher 480 piscinas de tamanho olímpico, e tudo isso vai para a Baia de Guanabara todos os dias e em seguida para a praia de Copacabana.

A Associated Press contratou professor da Universidade Feevale para testar a condição das águas dos locais onde acontecerão provas. Ele confirmou que a condição é alarmante na Cidade Maravilhosa. #Rio2016