No início da tarde dessa sexta-feira, 6, a comissão especial do #Impeachment, por 15 votos à 5 aprovou o relatório de admissibilidade do prosseguimento do processo de impeachment da presidente petista #Dilma Rousseff.

A partir de agora o assunto deixa de ser discutido na comissão e segue para votação pública no Senado, onde a maior parte dos senadores da Casa fazem oposição ao governo do PT. Na votação de hoje, houve estresse protagonizado por Lindbergh e Gleisi não quis votar.

Cardozo corre contra o tempo para anular o processo de impeachment aprovado na Câmara dos Deputados dia 17 de abril, sob o argumento de que o mesmo, além de ser 'golpe', a votação foi presidida por Eduardo Cunha, que foi afastado do cargo ontem, 5, mas que nem por isso é um motivo de comemoração, pois o afastamento, que legalmente não podia ser feito pelo STF, contribuiu para ajudar Dilma e aliados a não perderem as esperanças de continuarem no poder.

Publicidade
Publicidade

Na data de ontem, o procurador da Câmara dos Deputados informou que a Casa decidiu iniciar duas ações contra Lula e Dilma Rousseff devido as acusações caluniosas que os dois têm feito contra os parlamentares que votaram a favor do impeachment.

Os pedidos exigem a retratação pública dos dois políticos e no caso de Lula, além de ter de retratar-se, também terá de pagar uma multa indenizatória no valor de R$100 mil por ter acusado a Câmara de ser uma 'quadrilha legislativa', entre outras coisas.

Além disso, Lula tem se afastado das negociações em benefício à Dilma desde que teve uma semana de tentativas frustradas antes da votação no impeachment. Segundo um jornal paulista, um amigo de Lula afirmou que ele estaria muito chateado com a atual situação política do país e que sua esposa, Marisa, estaria pressionando-o para ficar em casa, longe da mídia e da presidente da república.

Publicidade

Segundo a publicação, Lula e Marisa não estariam mais suportando a presidente Dilma. Verdade ou boato, o fato é que Lula não quis comparecer nem mesmo ao discurso do dia do trabalho, que ocorreu no Vale do Anhangabaú e que teve a presença de Dilma. O político disse estar gripado, mas segundo informações próximas ao petista, o mesmo estava apenas um pouco rouco, mas nada que o impedisse de comparecer ao evento da companheira. #Crise-de-governo