Priscila até tem tentado ser esquecida da mídia após os seus quinze minutos de fama decorrentes de um comportamento criticado por todos. Após protestar 'artisticamente' urinando e defecando em meio dezenas de pessoas na Avenida Paulista, centro de São Paulo, a polêmica da vez é se ela continua ou não dando aulas na prefeitura de São Paulo.

Conforme a Jovem Pan divulgou em primeira mão há quase duas semanas, a moça, que é atriz e feminista nas horas vagas, já foi professora da rede municipal de ensino da cidade de São Paulo, ministrando aulas para o ensino fundamental. Em 2014 foi exonerada do cargo, mas manteve vínculos com a prefeitura através da 'cultura'.

Publicidade
Publicidade

No dia 14 de abril começou a vigorar um contrato da feminista com a prefeitura de São Paulo, onde se compromete em cumprir 400 horas de orientação teatral em uma oficina da secretaria de cultura do município. O contrato tem valor de total de R$17 mil dividido em oito parcelas de R$2.200 e com data prevista de término para 30 de novembro desse ano.

O ato de defecar em público chocou não só pelo tipo baixo de protesto contra o deputado Jair Bolsonaro, mas pela conduta como um todo, afinal, ainda que a foto fosse de Lula ou Dilma, tal comportamento seria repudiável de qualquer maneira e mente quem dizer o contrário.

A secretaria de cultura foi questionada diversas vezes por meios de comunicação para informar se Priscila confere as aulas de teatro para menores de idade, mas o órgão se limitou em dizer que ela foi contratada por edital e que coletaria as imagens que rodam na internet para analisar a situação e tomar possíveis medidas cabíveis.

Publicidade

Diversas pessoas se manifestaram contra a atitude da moça e uma dessas pessoas foi o apresentador do SBT, Ratinho. Sempre direto, Ratinho comentou a conduta e questionou o prefeito do município sobre a contratação da mesma como professora.

Após mostrar as imagens do 'protesto' da esquerdista; que participa do movimento pela democracia e que por sua vez apoia o governo federal; o apresentador foi claro ao dizer que a moça não tinha dignidade para ensinar o filho de ninguém.

O apresentador ganhou o apoio dos telespectadores e Jair Bolsonaro chegou a divulgar o vídeo do desabafo de Ratinho em seu perfil oficial do Facebook.

Assista abaixo o vídeo que está dando o que falar:

E você, concorda com a postura do apresentador ou pensa diferente? Compartilhe a sua opinião deixando um comentário. #PT #Impeachment #Protestos no Brasil