Nesta manhã de terça-feira (17), a tocha olímpica passou por Guarapari, cidade do Espírito Santo. O público que aguardava a chegada da chama fez uma linda recepção para recebê-la. Quando o fogo olímpico chegou no município, a tocha percorreu a praia do morro acompanhada por milhares de pessoas, que vibraram, se emocionaram e tiraram muitas fotos. Teve muitas atividades e brincadeiras para as crianças. Eduarda Ferrari Gomes, é professora, foi ela que encerrou o revezamento da tocha ao lado do Guarazinho, mascote da cidade. Ele foi criado pelos alunos que estudam nas escolas do município.

Derek Rabelo é deficiente visual, o capixaba tem 23 anos e é surfista.

Publicidade
Publicidade

Ele teve a honra de conduzir a tocha pelo litoral. A água do mar cobria seus pés, ele disse que não enxerga, mas que sente cada parte da onda e que ela possui sons diferentes. Disse também que sentiu uma emoção muito grande, que este dia será inesquecível. Para o evento essa data foi marcante, afinal de contas, desde que chegou no Brasil, é a primeira vez que a tocha olímpica vê o mar. Os moradores da cidade estavam muito felizes com a passagem da tocha pela cidade.

Depois, a tocha passou por Vila Velha, Espírito Santo e o povo também fez festa. Ester Vieira, de 84 anos, foi uma das condutoras da tocha. Ela é rainha do Congo na Barra do Jucu, lugar onde surgiu essa tradição. Ela disse que foi divino e maravilhoso participar do evento. João José Bracony, tem 97 anos e teve a honra de viver esse momento tão importante novamente.

Publicidade

Ele é competidor de vela e participou dos jogos olímpicos de Londres em 1948.

Vitória, capital do Espirito Santo, recebeu a tocha olímpica em grande estilo. A chama chegou pelo mar, vinda de Vila Velha. Alison Ceruti, conhecido como Mamute, é atleta de vôlei de praia. Ele foi escolhido para conduzir a tocha na cidade. Mamute foi bem assediado, antes de começar o evento. A comemoração atraiu milhares de pessoas, a cidade estava em festa. O primeiro condutor do município foi Geovani Faria, é ex-jogador de futebol. Ele ganhou medalha de prata nos jogos olímpicos de Seul, o evento aconteceu em 1988. O revezamento da tocha olímpica na cidade de Vitória foi inesquecível. #Rio Cultura #Rio2016