O Ministro do Planejamento, Romero Jucá, não sobreviveu ao escândalo da divulgação de áudios envolvendo seu nome em que ele supostamente estaria armando uma trama contra a principal investigação no Brasil, a Lava Jato. O Ministro negou a informação, mas de acordo com informações de diversos veículos de comunicação, como a TV Globo, o 'Estado de São Paulo' e a 'Folha de São Paulo', Jucá rodará do Ministério nesta terça-feira, 23. Ele deve ser exonerado pelo presidente em exercício #Michel Temer, que ao sair de uma visita a Senadores disse que Romero agora poderia ajudar o governo no Senado até que esclarecimentos sobre as denúncias contra ele feitas na imprensa se revelassem.

Publicidade
Publicidade

Ao invés do que fez com o Ministério da Cultura, quando passou mais de uma semana sendo vítima de protestos, Temer agora tomou uma posição em menos de 24 horas. Ele tem evitado dar declarações públicas até estabilizar o novo governo. Romero Jucá, no entanto, negou que fosse pedir "demissão" do seu cargo. Até às 20h no horário de Brasília, ele disse ao vivo a um grupo de jornalistas (com transmissão da Globo News), que pediria uma licença do cargo. No caso de licenciamento, ele continuaria sendo Ministro, podendo voltar a qualquer tempo. Já na oportunidade de exoneração, Romero deixa os quadros do Ministério. 

Jucá nega que estivesse planejando contra a Lava Jato e defendeu que todos sejam investigados de maneira democrática. Sem citar o futuro ex-Ministro, o juiz federal Sérgio Moro solicitou que nenhum governo se meta em investigações da Polícia Federal.

Publicidade

Já a presidente afastada Dilma Rousseff publicou em seu Facebook um vídeo em que diz que a divulgação das conversas de Jucá pela imprensa provam que existe um "golpe parlamentar" no país.

A tese tem sido usada desde o início do processo de impeachment. A presidente, inclusive, recebeu uma intimação do Supremo Tribunal Federal (STF) para explicar o porquê chama um processo baseado na constituição e que passa pelas instituições brasileiras de "golpe parlamentar".  #PT